Botafogo marca no fim e vence na estreia da Sulamericana

O Botafogo estreou bem na Copa Sulamericana. De virada e fora de casa, o Glorioso venceu o Audax Italiano, no Chile, por 2 a 1. O time da casa saiu na frente com gol do brasileiro Sérgio Santos – o melhor do Audax -, no fim do primeiro tempo. O Alvinegro não fez uma boa primeira etapa e teve dificuldades para encontrar espaços. Contudo, na segunda metade do jogo, Brenner conseguiu o empate aos 27, após jogada pelo alto. Quando a partida caminhava para o fim, já nos acréscimos, Pimpão, que havia acabado de entrar, aproveitou cruzamento de Gilson e virou o jogo, fechando o placar: 2 a 1 para os cariocas.

O futebol do time de Alberto Valentim não funcionou bem na primeira etapa do jogo. A equipe de General Severiano chegou poucas vezes ao ataque e não conseguiu ameaçar com muito perigo o gol de Peric em nenhuma ocasião. É bem verdade que o adversário também pouco criava, mas Sérgio Santos, o brasileiro do time chileno, levava perigo em algumas situações. E o gol saiu dos pés dele. Após jogada pela direita do Audax, a bola sobrou na segunda trave para Sérgio, que guardou, aos 41 minutos. O Botafogo foi para o vestiário com a missão de voltar melhor, anular o adversário conterrâneo e buscar a virada.

Em, melhorou na segunda etapa, especialmente a partir dos 25 minutos. Precisando do resultado, se lançou ao ataque e ganhou “sangue novo” com as entradas de Marcos Vinícius e Rodrigo Pimpão. Com mais posse de bola, o Glorioso passou a atacar com um pouco mais de organização e levava mais perigo ao gol de Peric. Aos 27 minutos, após levantamento de Leo Valencia na área, Brenner tentou de cabeça, mas a bola acabou sobrando para ele mesmo marcar com o pé, tudo igual no Chile: 1 a 1. Nos minutos finais, pela esquerda, Gilson – que fez bom jogo – apareceu livre e cruzou no capricho para Pimpão, que estava em campo há poucos minutos. O atacante se antecipou bem e empurrou para o fundo das redes, decretando a virada do alvinegro, fim de partida: Botafogo  2 a 1.

O duelo de volta já tem data marcada. Será no dia 9 de maio, no Estádio Nilton Santos, às 21h45. Já que venceu no Chile, o Botafogo pode até empatar que se classificará para a próxima fase da Sulamericana. O Glorioso pode, também, perder por 1 a 0, já que o gol fora de casa é critério de desempate. O Audax precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar. Uma vitória por 2 a 1 dos chilenos leva o duelo para os pênaltis.

 

Audax Italiano 1×2 Botafogo

Estádio San Carlos de Apoquindo (Santiago-CHI)

Árbitro: Andrés Rojas (COL)

Assistentes: Wilmar Navarro (COL) e Dionisio Ruíz (COL)

Audax Italiano: Peric; Nicolás Fernández, Labrín (Fabián Torres), Manuel Fernández e Bosso; Cabrera, Sebastián Diaz, Ivan Vásquez e Carrasco; Jeraldino (Abrigo) e Sérgio Santos (Loco Abreu). Técnico: Hugo Vilches.

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Marcelo, Renatinho (Matheus Fernandes), depois Marcos Vinícius) e Léo Valencia; Leandro Carvalho (Rodrigo Pimpão) e Brenner. Técnico: Alberto Valentim.

Cartões amarelos: Bosso, Sebastián Diaz e Ivan Vásquez (Audax); Marcelo, Brenner e Rodrigo Pimpão (Botafogo)

Gols: Sérgio Santos – Audax (41/1º tempo); Brenner – Botafogo (27/2º tempo); Rodrigo Pimpão – Botafogo (45/2º tempo)