Adriano avalia como importante ponto conquistado contra a Cabofriense

Adriano abriu o Campeonato Carioca marcando no empate do Nova Iguaçu com a Cabofriense | Bernardo Gleizer (NIFC)

Vice-artilheiro do Campeonato Carioca no ano passado com nove gols, o atacante Adriano começou o ano de 2018, assim como terminou 2017: balançando as redes. O camisa nove do Nova Iguaçu fez o gol do empate em 1 a 1 com a Cabofriense, na estreia das duas equipes na Taça Guanabara, na tarde da última quarta-feira (17), no Estádio Laranjão.

LEIA TAMBÉM: Com gols só na primeira etapa, Nova Iguaçu e Cabofriense ficam no empate

Cercado de muita expectativa após fazer a melhor campanha de sua história no Estadual, na temporada passada, o Laranja da Baixada abriu o Carioca somando um ponto dentro de casa. Para Adriano, o resultado não estava planejado, mas não foi de se jogar fora.

– É claro que jogando em casa buscamos sempre os três pontos, mas foi só o primeiro jogo, viemos de uma pré-temporada muito forte. Temos que ter calma e tranquilidade. No ano passado, também estreamos com um empate. As coisas vão começar a melhorar. A Cabofriense já vinha jogando e hoje ainda sentimos um pouco a falta de ritmo. Somamos um ponto, que é importante – avaliou.

No próximo domingo, justamente no dia em que completará 36 anos, Adriano vai reencontrar o Vasco da Gama e atuar pela primeira vez contra seu ex-clube dentro de São Januário. O jogador fez um dos gols do jogo do acesso da equipe cruzmaltina à Série A em 2009, diante do Juventude, num Maracanã com mais de 78 mil torcedores.

– Vai ser uma sensação diferente, com certeza. O Vasco foi o clube que abriu minhas portas aqui no Rio para demonstrar meu futebol. Respeito muito o Vasco por tudo que ele fez na minha carreira. Mas agora estou defendendo o Nova Iguaçu e vou dar o meu melhor para a gente conseguir um bom resultado e contribuir para uma boa campanha – concluiu.

Terceiro e quarto colocados do grupo B, respectivamente, Nova Iguaçu e Vasco se enfrentam às 17h de domingo (21), em São Januário, que novamente terá portões fechados.