Alexandre Araújo: Palcos da Copa da Rússia – São Petersburgo, a antiga Leningrado

A cidade de São Petersburgo foi escolhida para sediar e final da Copa das Confederações e, na Copa de 2018, vai abrigar a disputa de terceiro lugar e uma das semifinais no Mundial, além de um jogo das oitavas e quatro da fase de grupos: Marrocos x Irã, Rússia x Egito, Brasil x Costa Rica  e Nigéria x Argentina. A Arena Krestovsky é a segundo maior da Copa com capacidade para 68.134 lugares. Construído do zero e com um custo estimado de 43 bilhões de rublos (R$ 2,3 bilhões), a nova casa do Zenit demorou 10 anos para ficar pronta e foi inaugurada em abril deste ano.

São Petersburgo é a segunda maior cidade da Rússia, atrás apenas da capital Moscou – em toda Europa, é quarta de maior população. Ela está localizada ao longo do rio Neva, na entrada do Golfo da Finlândia, no Mar Báltico, e o estádio está localizado na metrópole considerada “mais ocidentalizada” do país. Em 1914, o nome da cidade foi alterado para Petrogrado e, em 1924, para Leningrado. Apenas em 1991, após o colapso da União Soviética, o local voltou ter seu nome original que leva até hoje.

Erguida pelo czar ‘Pedro, O grande’, São Petersburgo é considerada uma das cidades mais importantes da Rússia. Imponentes catedrais, museus, palácios, pontes e aquelas ruas contornadas por prédios centenários . A cidade também abriga importantes complexos mecânicos, químicos, petroquímicos e farmacêuticos, constituindo-se como um dos principais polos industriais e comerciais da Rússia.

Um dos principais pontos turísticos da cidade é o museu Hermitage, famoso por seu acervo de peças históricas. O Palácio de Inverno, principal prédio do museu, construído no século XVIII, serviu de residência para czares russos e como marco da Revolução Russa de 1917, quando funcionou como quartel-general dos Bolcheviques. Também vale uma visita ao Palácio de Catarina. Construído em 1756, a luxuosa e extravagante construção servia de residência de verão aos czares russos e suas famílias. Belos jardins cercam o palácio, que tem mais de 100 quilos de ouro em sua fachada estilo rococó. A Catedral do Sangue Derramado, localizada às margens do rio Griboedov, é um dos cartões-postais de São Petersburgo e foi palco do assassinato de Alexandre II por terroristas, em 1881. Para chegar à cidade, há voos que saem de várias cidades na Europa.