Alexandre Araújo: Palcos da Copa da Rússia – Saransk, a menor cidade do Mundial

A cidade de Saransk, capital da República da Mordovia, vai receber quatro jogos da fase de grupos no Mundial: Peru x Dinamarca, Colômbia x Japão, Irã x Portugal e Panamá x Tunísia. A Arena Mordovia, que passou por reformas desde 2010, poderá abrigar até 44.442 torcedores durante a Copa do Mundo, mas depois será parcialmente desmontada, tendo capacidade reduzida para 25 mil fãs nos jogos do FC Mordovia, clube de pequena expressão, que nos últimos anos conseguiu participar da primeira divisão em duas oportunidades. A Arena está localizada no centro da cidade, à margem do rio Insar, e o uso de cores vivas do estádio é uma referência à paleta de cores usada no artesanato do povo.

Localizada no coração do país, Saransk é considerada uma das cidades mais agradáveis da Rússia. Com uma população de apenas 307 mil habitantes, é a menor das cidades-sedes da Copa. Conhecida pela sua arquitetura que remete à época do Império russo, mesmo tendo a maioria dos seus maiores monumentos construídos recentemente, as cores vivas chamam muito a atenção de quem visita à cidade.

Uma das principais atrações de Saransk foi construída neste século: a catedral ortodoxa em homenagem a Fyodor Ushakov, um ilustre comandante da marinha russa que foi canonizado pela igreja ortodoxa. Durante o crescimento da União Soviética, Saransk teve um grande avanço industrial. Inúmeros trabalhadores migraram para a cidade nas décadas de 50 e 60 em busca de melhores condições de vida.  Atualmente, a população está em diminuindo, já que a maioria dos empregos eram gerados por companhias e industrias que não existem mais. Se você quiser conhecer essa pequena cidade durante a competição, dois voos diários saem de Moscou, mas também há voos vindo de São Petersburgo. O preço das passagens é baixo e podem chegar a custar menos de R$ 150,00.