Alexandre Araújo: Palcos da Copa da Rússia – Sochi, a casa da seleção brasileira

O Fisht Stadium, em Sochi, foi uma das sedes da Copa das Confederações, em 2017. A arena, inaugurada em 2013, para a Olimpíada de Inverno do ano seguinte, conserva uma estrutura moderna. O estádio tem capacidade para 47.700 torcedores e abrigará uma partida das quartas, uma das oitavas e quatro jogos da fase de grupos: Portugal x Espanha, Bélgica x Panamá, Bélgica x Tunísia e Austrália x Peru. Após a Copa, a Arena poderá receber jogos do FC Sochi, atualmente na terceira divisão do futebol russo.

Localizada na região sudoeste da Rússia, Sochi será a sede da seleção brasileira na Copa do Mundo. O Brasil vai ficar concentrado na cidade na primeira fase do Mundial, mas o sorteio dos grupos apontou que a equipe não jogará na cidade. A infraestrutura do lugar, com dois campos de treinamentos a menos de 500 metros de onde o time ficará hospedado, foi o que pesou em favor da escolha. Com cerca de 340 mil habitantes, Sochi foi escolhida como sede do Mundial 2018 por causa do seu legado olímpico, deixado pelos Jogos de Inverno. A cidade possui tradição em sediar grandes eventos esportivos, como o Grande Prêmio da Rússia de Fórmula-1 e os Jogos Paraolímpicos de Inverno em 2014.

Fundada em 1838, é uma das cidades com clima mais ameno da Rússia, já que as temperaturas, tanto no inverno quanto no verão, são agradáveis. Além disso, a cidade é considerada uma das mais modernas da Rússia. Para quem for fazer turismo em Sochi, as principais atrações da cidade litorânea, localizada ao sul da Rússia, são legados dos Jogos de Inverno de 2014, como o Parque Olímpico e um resort para a prática de esqui. Apesar de ter abrigado a competição gelada, a cidade oferece opções de praias, já que a Copa será disputada no verão na Europa.

O hostinsky Tisosamshitovaya Grove é um dos símbolos mais incríveis da cidade. Se você quer relaxar durante um jogo e outro, esse é o local ideal, pois a floresta com árvores antigas te dará ar puro, muito verde e ainda trilhas e caminhadas ecológicas. Outroponto turístico famosos é a antiga casa de veraneio do ditador Josef Stalin. Ela fica em um bosque e é toda pintada de verde por fora. Lá dentro, quem visitar, encontrará objetos pessoais, estátua de cera, dentre outros objetos. Quem quiser conhecer a sede da seleção na Rússia, há voos saindo de Moscou e a viagem dura cerca de duas horas e meia. Em média, o turista pagará mais de R$ 300 se decidir pega um aviãoOs trens saem diariamente das estações Kazansky e Kursky, em Moscou, e a viagem dura, em média, mais de 23 horas.