Alexandre Araújo: Primeira rodada da Copa – surpresas e o VAR em ação

Mexicanos foram a maior surpresa da primeiro rodada da Copa do Mundo | divulgação

A Copa do Mundo da Rússia demorou, mas pegou no tranco. Praça vermelha lotada de turistas, especialmente de torcedores peruanos, argentinos, colombianos e brasileiros, vinte e quatro horas de programação nas televisões, mostrando cada detalhe das partidas, lances polêmicos discutidos em exaustão, e muitas, mas muitas matérias sobre o país anfitrião. Já aprendi que o árbitro de vídeo se tornou o paraquedas do juiz, já vi tantas vezes histórias sobre o sisudo povo russo, a tradição das Matrioskas, a origem do Strogonoff, a dinastia Romanov e os bunkers de Stalin e toda a imprensa tentando arranhar algumas palavras em russo. Mas, nessa primeira rodada da fase de grupos o que mais chamou atenção, além do estranho corte de cabelo do Neymar, foram algumas surpresas nos jogos.

A seleção da Rússia, apontada como azarão em seu grupo, quebrou o tabu de meses sem vitórias e goleou a Arábia Saudita sem piedade. Tudo bem…os árabes são fracos, mas aposto que o inesperado resultado derrubou muita gente nos bolões. A vitória despertou a torcida russa, que não demonstrava tanto interesse na competição. Os árabes deixaram o campo envergonhado e foram multados pela Federação pelo vexame na abertura da Copa. E para piorar a situação dos sauditas, o avião da seleção pegou fogo. No outro jogo do Grupo A, o Uruguai, que vive às custas do passado glorioso, venceu o Egito por 1 a 0, mas não empolgou. O ataque Cavani-Suarez não funcionou e o atacante do Barcelona esteve em um dos seus piores dias. Os egípcios decidiram poupar o craque Salah, decisão arriscada, mas cautelosa. Num torneio curto não dá tempo para optar por certas escolhas. Uruguai, Egito e Rússia brigam por duas vagas. Os árabes vão precisar coçar o bolso para pagar futuras multas.

O jogo entre Marrocos e Irã pelo Grupo B foi um dos piores da Copa até o momento. Sem grandes chances de gols, o Marrocos pressionou, mas os iranianos venceram a partida. As duas seleções farão figuração nessa chave que conta com Portugal e Espanha, que fizeram o melhor jogo da Copa. Portugal não tem um grande time, mas conta com Cristiano Ronaldo. O português carrega o time nas costas e foi o responsável pelo empate. Sofreu um pênalti e fez, bateu de fora da área e De Gea aceitou e com um golaço de falta arrancou um ponto importante. O time da Espanha, apesar da mudança de treinador as vésperas da Copa, é muito sólido e se credencia como uma das seleções favoritas para a Copa. O jogo entre França e Austrália inaugurou o uso do árbitro de vídeo. Um pênalti marcado para cada lado com a ajuda do VAR. A França jogou para o gasto, mas a Austrália pode complicar a vida de Peru e Dinamarca. Os peruanos que voltaram a Copa depois de 36 anos, tiveram a chance de matar o jogo contra a Dinamarca, mas Cueva fez o favor de perder um pênalti e isolar a bola para os lados do Morumbi. E o Guerrero? O atacante do Flamengo entrou no meio do segundo tempo, teve boas chances, mas a Dinamarca matou o jogo numa bola isolada. Gareca deu mole ao deixar Guerrero no banco, mas os peruanos ainda têm uma pequena chance de passar nesse grupo.

VAR chamou muita atenção neste início de Copa | Divulgação

Maradona acendeu seu charuto para comemorar uma vitória sobre a Islândia, mas viu uma Argentina apagada, com Messi perdendo pênalti e o adversário jogando com onze homens atrás, segurando o resultado. Apesar da estreia decepcionante dos Hermanos, a Argentina tem boas chances de passar para a outra fase. Na outra partida do Grupo D, o habilidoso time da Croácia, com Modric no meio, não teve dificuldades para vencer a Nigéria por 2 a 0.  No Grupo do Brasil, Costa Rica e Sérvia fizeram um jogo corrido, Navas fechou o gol, mas a seleção europeia saiu com a vitória. Costa Rica não deve repetir o feito da Copa passada e deve ir embora mais cedo. E o Brasil? Muito mal, pouco inspirado e reclamando muito da arbitragem. Faltou humildade a seleção para reconhecer que não fez uma grande partida e resolveu jogar o fiasco da estreia na conta do árbitro. Ele errou, com certeza. No entanto, havia uma expectativa muito grande em cima da seleção brasileira e isso gerou frustração nos torcedores. Neymar fora de ritmo teve atuação apagada e Coutinho foi um dos destaques do sonolento time brasileiro.

A maior surpresa nessa primeira rodada foi a derrota da atual campeã para a boa, rápida e habilidosa seleção mexicana. A Alemanha perdeu porque jogou abaixo do esperado e o México teve uma atuação primorosa, com direito a olé da torcida durante o jogo. No outro jogo do grupo, os suecos tiveram a ajuda do VAR e venceram a Coréia do Sul para o 1 a 0. Mesmo com a derrota dos alemães na estreia, acho que os campeões do mundo vão passar de fase e corremos o sério risco de encará-los nas oitavas.

Pelo Grupo G, a fantástica geração belga, que nunca venceu nada, goleou a estreante seleção do Panamá por 3 a 0. Como o grupo é muito fraco, a Bélgica passará de fase com tranquilidade, mas só poderemos analisar as chances no decorrer da Copa. Camisa pesa e eles não tem tradição. O English Team, renovado e com uma molecada talentosa, venceu a Tunísia e vai se classificar para as oitavas. O jogo entre as duas seleções europeias decide o primeiro colocado do grupo. Finalmente, pelo Grupo G, o Japão surpreendeu e venceu a Colômbia por 2 a 1. Os nipônicos tiveram uma ajuda no início da partida, quando o colombiano Sánchez cortou um chute com a mão, árbitro aponta pênalti para o Japão no início do jogo. Se fosse na época de Pablo Escobar, ele não deveria pisar no país novamente… No último jogo da primeira rodada, Senegal deu e primeira alegria para a África na Copa ao derrotar a Polônia por 2 a 1  , com uma ajuda incrível da zaga polaca. Que venha a segunda rodada, amigos!