Americano bate o Tigres de virada e conquista a Taça Santos Dumont

Jogadores do Alvinegro de Campos fizeram muita festa com a conquista da Taça Santos Dumont | Úrsula Nery (Agência Ferj)

Foi uma final da forma que se esperava, com emoção do início ao fim. Apesar dos três desfalques – um antes de a bola rolar – Vandinho, e dois ainda na primeira etapa, Marquinhos e Abuda, o Americano conquistou a Taça Santos Dumont, primeiro turno do Campeonato Carioca da Série B1, ao vencer, de virada, o Tigres, por 2 a 1, na tarde deste domingo (08), no abarrotado Estádio Ângelo de Carvalho, em Campos dos Goytacazes.

O título da competição coroa uma campanha impecável do Alvinegro de Campos: Em 11 jogos, foram nove vitórias, um empate, e apenas uma derrota (aproveitamento de cerca de 85%). Esta foi a primeira vez que o Americano conquistou a Taça Santos Dumont. Com a conquista, o time está automaticamente classificado para as semifinais gerais da competição.

PRIMEIRO TEMPO: TIGRES ABRE O PLACAR E LEVA VANTAGEM PARA O VESTIÁRIO

Com uma escalação diferente dos últimos jogos, mais ofensiva, mas também em virtude de lesão o Tigres começou a partida pressionando bem mais que os donos da casa. Depois da metade da primeira etapa o Americano se encontrou em campo, todavia foi tarde demais. Aos 31 minutos, Diego Sales fez linda jogada e levantou a bola na área na medida para Daniel Marins que, de cabeça, abriu o placar para os visitantes: 1 a 0 para o Tigres, num dos poucos lances de perigo dos 45 minutos inicial.

Daniel (7) foi autor do gol do Tigres na final da Taça Santos Dumont contra o Americano | Úrsula Nery (Agência Ferj)

SEGUNDO TEMPO: VIRADA COM A FORÇA DA TORCIDA

Depois de um primeiro tempo ruim, o Americano voltou para a etapa complementar com espírito diferente e empurrado por sua torcida, conseguiu uma improvável virada. Acuado, o Tigres via o adversário exercer forte pressão, ter mais posse de bola e apostava nos contra-ataques, já que a vitória parcial lhe garantia o título.

Aos 21 minutos, Claudio Maradona aproveitou falha da defesa do Tigres entre o zagueiro Allan Miguel e o goleiro Léo Flores e empurrou a bola para o fundo das redes. Nove minutos depois, aos 30, o inspirado Claudio Maradona fez boa jogada de ataque e cruzou a bola na área para o artilheiro Maikon Aquino. Com apenas um toque o camisa nove do Americano garantiu a virada e o título para equipe de Campos: 2 a 1 no Estádio Ângelo de Carvalho.

Nos 15 minutos finais, forte pressão do Tigres em busca do empate que levaria a decisão para a disputa por pênaltis. Contudo, sem resultado a festa foi mesmo do Alvinegro de Campos que conquistou seu primeiro título do primeiro turno do Campeonato Carioca da Série B1.

Claudio Maradona marcou um gol e comandou o Americano na conquista do título da Taça Santos Dumont | Úrsula Nery (Agência Ferj)

Americano 2×1 Tigres do Brasil

Estádio Ângelo de Carvalho (Campos dos Goytacazes – RJ)

Árbitro: Elton Azevedo

Assistentes: Eduardo de Souza Couto e Wallace Muller Barros Santos

Americano: Luis Henrique; Sanderson, Kadu, Admilton e Rafinha; Vandinho, Marquinhos (Abuda) – (Paulo Vitor), George (Luan) e Bruno Vianna; Cláudio Maradona e Maikon Aquino. Técnico: Josué Teixeira.

Tigres do Brasil: Léo Flores; Gabriel, Allan Miguel, Léo Fortunato e Wesley; Dudu, Jonathan e Diego Sales (Careca); Daniel Marins (Igor Sales), Charles Chad e Felipe Araújo (Gago). Técnico: Mário Junior.

Cartões amarelos: Paulo Vitor e Cláudio Maradona (Americano); Dudu, Allan Miguel, Léo Fortunato e Wesley (Tigres).

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Daniel Marins – Tigres (31’/1º tempo), Cláudio Maradona – Americano (21’/2º tempo) e Maikon Aquino – Americano (30’/2º tempo)

Público e Renda: Não foram divulgados.