Audax vence o Americano e se garante na final da Taça Corcovado

Gilcimar marcou um dos gols do Audax na vitória sobre o Americano | Fotos Emerson Pereira (Super Gol)

Na tarde deste sábado (8), no Estádio de Moça Bonita, em Bangu, Audax e Americano estiveram frente a frente pela semifinal da Taça Corcovado, segundo turno do Campeonato Carioca Série B. Com um gol em cada tempo, marcados por Gilcimar e Wesley Bolinha, respectivamente, a equipe Meritiense venceu por 2 a 0 e se tornou finalista do returno da competição.

A classificação veio em dobro. Com o empate entre Sampaio Corrêa e Bonsucesso, o  Audax, por ter a quarta melhor campanha na classificação geral, também está classificado à semifinal geral da Série B1. O adversário na decisão da Taça Corcovado será o Sampaio Corrêa, enquanto nas semifinais gerais da Série B1 o confronto será diante do mesmo Americano

Audax se impõe e sai na frente na primeira etapa

Por ter tido a melhor campanha em seu grupo no Segundo Turno, o Audax, além de possuir o mando de campo, jogava por um simples empate para avançar às finais do returno. Mas os donos da casa não entraram com esse pensamento. O Americano, por sua vez, levou a campo um time recheado de reservas, pensando na sequência dura de jogos que vem pela frente.

Logo nos primeiros minutos, Denilson, Gilcimar e Pizzi tiveram grandes chances para marcar, mas o goleiro Patrick fez grandes defesas impedindo o primeiro gol da equipe da Baixada Fluminense. O que o arqueiro do Alvinegro não conseguiu evitar foi o contato com o Samoel Pizzi. Após sair mal do gol, o atacante do Audax foi derrubado na entrada da área. Pênalti. Gilcimar cobrou, Patrick defendeu, mas no rebote a bola ficou limpa para o camisa 9, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes: 1 a 0. Com a vantagem no placar, o Laranja Meritiense seguiu com o controle do jogo e pouco foi incomodado pelo Cano.

Americano melhora, mas Audax é cirúrgico e garante a vaga

Na etapa final, a equipe visitante voltou com outra postura. Com um meio campo mais povoado, após as alterações de Josué Teixeira, o Alvinegro do Parque Tamandaré ganhou o meio campo e tinha mais a bola. No entanto, faltava mais intensidade no último terço da cancha. O Audax mudou a estratégia e passou a esperar pelo contra-ataque. Que veio. Aos 13, Gabriel recebeu em velocidade pela esquerda, avançou, e chutou cruzado para boa defesa de Patrick.

Após a parada técnica, a partida caiu de ritmo. As duas equipes demonstravam um certo cansaço. Até que, aos 39, em mais uma jogada rápida pelo lado esquerdo, os donos da casa ampliaram o marcador. Gabriel recebeu em velocidade e chutou cruzado. Lá estava Wesley Bolinha que, de carrinho, colocou a bola no fundo das redes e deu números finais à partida. Audax finalista da Taça Corcovado.

Audax Rio 2×0 Americano

Estádio Proletário Guilherme da Silveira ( Moça Bonita – Bangu)

Árbitro: Luís Antônio Silva dos Santos

Assistentes: Thiago Gomes Magalhães e André Roberto Smith Silveira

Audax Rio: Max; Thiaguinho, Zé Romário, Maurício, Jean; Henrique, Rodrigo Yuri, Denilson (Kallyl, 14’/2ºT); Samoel Pizzi (Wesley Bolinha, 29’/2ºT), Léo Pimenta (Gabriel, 8’/2ºT) e Gilcimar. Técnico: Eduardo Àllax.

Americano: Patrick; Ramon (Yuri), Gustavo Silva, Espinho, Digão; Matheus, Vinícius (Samuel), Gustavo; Bruno Vianna (Nathan), Fernando e Ricardo. Técnico: Josué Teixeira.

Gols: Gilcimar (AUD – 18’/1ºT); Wesley Bolinha (AUD – 38’/2ºT)

Cartões amarelos: Patrick, Matheus e Samuel (ANO); Denilson (AUD)

Público: 295 pagantes (385 presentes)

Renda: R$ 4.260,00