Avaí derrota o Flu no Nilton Santos e sai na frente na Copa do Brasil

Foi com boa marcação e ataques rápidos que o Avaí superou o Fluminense, na noite desta quinta-feira (01), no Estádio Nilton Santos, por 2 a 1. De virada, com melhor atuação do que o adversário, especialmente no segundo tempo, o time catarinense virou com gols de André Moritz e Romulo e largou na frente por uma vaga na próxima fase da Copa do Brasil. Ibañez marcou para o Tricolor das Laranjeiras.

No próximo dia 15, às 21h30, em Florianópolis, no estádio da Ressacada, as duas equipes irão definir quem avança na competição nacional. O Avaí passa em caso de vitória e empate. O Tricolor precisa ganhar por dois gols de diferença. Caso vença por um, a vaga será decidida nos pênaltis. Na edição 2018 do torneio, o regulamento não prevê o gol fora de casa como critério de desempate.

Equilíbrio. Foi a tônica da primeira etapa. Melhor no começo, o Fluminense buscou o gol. Pressionou, inicialmente, com chutes de fora da área e abriu o placar aos 10, em falha de Aranha, com cabeçada de Ibañez, após cobrança de falta. Atrás no placar, o time catarinense manteve a organização e conseguiu a igualdade com gol de André Moritz, que completou cruzamento aos 42 minutos.

Com melhor posicionamento e marcação, o Avaí controlou a partida nos 45 minuto finais e o Flu não conseguiu penetrar na área adversária. Abel tentou mudar o esquema, com a saída de Ibañez e entrada de Robinho, mas não deu certo. Piorou com a saída de Sornoza, único meia do time. Os chutes de fora da área eram o repertório, todos defendidos por Aranha. O Avaí, então, aproveitou falha de Marlon Freitas e, em rápido ataque, virou com Romulo, aos 30. Poderia ter marcado o terceiro não fosse chute de Guga interceptado por Gum já perto do fim.

No domingo (04), pelo Campeonto Carioca, o Fluminense enfrenta o Volta Redonda, às 17h em Los Larios, em Xerém, em duelo válido pela terceira rodada da Taça Rio, segundo turno do Estadual.

 

Fluminense 1×2 Avaí-SC

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP)

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)

Fluminense: Júlio César; Renato Chaves, Gum e Ibañez (Robinho); Gilberto, Richard (Matheus Alessandro), Jádson, Sornoza (Marlon Freitas) e Marlon; Marcos Júnior e Pedro. Técnico: Abel Braga.

Avaí-SC: Aranha; Guga, Alemão, Betão e João Paulo; Luan, Judson e André Moritz (Marquinhos); Luanzinho (Martinuccio), Romulo e Getúlio (Maurinho). Técnico: Claudinei Oliveira.

Cartões amarelos: Marcos Júnior, Renato Chaves e Richard (Fluminense); André Moritz (Avaí)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Ibañez – Fluminense (10’/1º tempo); André Moritz – Avaí (43/1º tempo); Romulo – Avaí (30/2º tempo)

Público: 7.339 pagantes e 8.214 presentes

Renda: R$ 186.560,00