Bélgica bate o Brasil e enfrenta a França na semifinal da Copa do Mundo

Kompany participou do primeiro gol da Bélgica na vitória por 2 a 0 sobre o Brasil | Getty Images

Mais uma vez o sonho do torcedor brasileiro foi adiado.! Assim como em 2006, 2010 e 2014 a tão esperada conquista do hexacampeonato não veio. Com uma atuação ruim na primeira etapa, mas com um futebol muito aguerrido e de muita raça nos 45 minutos finais o Brasil foi derrotado pela Bélgica – comandada pelos jogadores da sua promissora geração – por 2 a 0 e deu adeus à Copa do Mundo da Rússia ainda nas quartas de final.

Com o triunfo histórico diante da seleção brasileira a Bélgica chega para uma semifinal de Mundial depois de 32 anos (a última classificação para essa fase havia sido em 1986) e na próxima terça-feira (10), às 15h, em São Petersburgo, enfrentará a França em busca de uma vaga na final.

BÉLGICA SURPREENDE NA PRIMEIRA ETAPA E ABRE VANTAGEM NO PLACAR

Nos primeiros 45 minutos de jogo, De Bruyne, Hazard e Lukaku fizeram a estratégia belga do contra-ataque se impor. O Brasil não jogou mal, mas perdeu, com Thiago Silva e Paulinho, em duas cobranças de escanteio, chances claras de abrir o placar do confronto e, aos 13 minutos, o gol contra de Fernandinho num escanteio, após desvio de Kompany na primeira trave, deu início a desclassificação da seleção brasileira.

Apesar do resultado negativo os comandados de Tite não se abateram e foram para cima do adversário. Gabriel Jesus, Coutinho e Marcelo tiveram chances, mas o segundo gol da Bélgica caiu como um balde de água fria sobre a seleção brasileira. Aos 30 minutos, Lukaku puxou contra-ataque rápido e a bola chegou em De Bruyne, que com um belo chute de perna direita, não deu chances a Alisson: 2 a 0 em Kazan.

SELEÇÃO PECA NAS FINALIZAÇÕES E GOL DE RENATO AUGUSTO PÕE FOGO NA PARTIDA

Na volta do intervalo, Willian deu lugar a Roberto Firmino e um novo esquema foi colocado em prática: 4-4-2, com Gabriel Jesus pela direita. Mas, rapidamente Douglas Costa entrou e o camisa nove deixou o campo. Errando muitos passes, o Brasil até conseguia penetrar mais na área belga, porém a bola cruzada insistia em não ser tocada por ninguém.

Gol de Renato Augusto recolocou o Brasil no jogo, mas a Bélgica conseguiu a classificação | Getty Images

Aos 30 minutos, a seleção brasileira emplacou uma pressão até que Coutinho enfiou belo levantamento na área. Ele encontrou Renato Augusto, que havia substituído Paulinho pouco antes, que meteu a cabeça na bola e encontrou o fundo das redes: 2 a 1. O mesmo Renato teve chance claríssima de gol poucos minutos depois, mas o chute raspou a trave de Courtois. Aos 38, Coutinho também recebeu de Neymar na área, mas finalizou para fora. Já nos acréscimos, Douglas Costa- um dos melhores em campo – fez grande jogada e tocou para Neymar, o camisa 10 chutou para desfesa espetacular de Courtois, que garantiu a vitória e classificação belga.

Brasil 1×2 Bélgica

Local: Arena Kazan (Kazan)

Árbitro: Milorad Mazic (SRB)

Assistentes: Milovan Ristic (SRB) e Dalibor Djurdjevic (SRB)

Brasil: Alisson; Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Fernandinho; Willian (Firmino), Paulinho (Renato Augusto), Philippe Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus (Douglas Costa). Técnico: Tite.

Bélgica: Courtois; Alderweireld, Kompany e Vertonghen; Meunier, Fellaini, Witsel e Chadli (Vermaelen); Kevin de Bruyne, Eden Hazard e Lukaku (Tielemans).Técnico: Roberto Martínez.

Cartões amarelos: Alderweireld e Meunier (Bélgica), Fernandinho e Fagner (Brasil).

Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Fernandinho – Brasil (contra – 13’/1º tempo); De Bruyne- Bélgica (31’/1º tempo), Renato Augusto – Brasil (31’/2º tempo)

Público: 42.873 pagantes.