Bélgica bate o debutante Panamá e se firma como uma das favoritas ao título

Em jogo de oito cartões amarelos e com gols apenas no segundo tempo, Bélgica e Panamá jogaram na tarde desta segunda-feira (18), pela primeira rodada do grupo G da Copa do Mundo da Rússia e o resultado de 3 a 0 para os belgas colocou os europeus na liderança da chave. Romelu Lukaku marcou duas vezes e se credenciou a brigar pela artilharia da competição, atualmente liderada pelo português Cristiano Ronaldo com três gols.

O dia era de estreia e festa para a seleção do Panamá, mesmo que seu adversário fosse uma das mais seleções temidas deste mundial, a jovem e talentosa Bélgica. É claro que o peso da estreia para as duas seleções eram distintos, a seleção Belga carregava a responsabilidade de ser a terceira colocada no ranking de seleções da FIFA, enquanto a seleção panamenha participa pela primeira vez de uma Copa do Mundo.

PRIMEIRO TEMPO DE DOMÍNIO DA BÉLGICA, PORÉM SEM GOLS

O primeiro tempo foi um verdadeiro massacre da Bélgica, com chances claras de gol desde os primeiros minutos, a pressão na defesa do Panamá era monstruosa. Com cinco minutos de jogo, Carrasco recebeu passe o lado esquerdo da grande área e acabou finalizando em cima do goleiro. Pouco depois, aos 11 minutos, Torres tentou recuar para o goleiro e quase que Hazard consegue marcar o primeiro gol belga. Com um domínio consistente no meio de campo e ataque, a Bélgica tinha mais do que o dobro de número de passes em relação ao Panamá.

Ainda na etapa inicial Lukaku recebeu passe em profundidade e acabou sendo impedido de fazer o gol pelo goleiro Penedo, que saiu e afastou o perigo. Na sequência do lance, uma jogada ensaiada na cobrança de escanteio e a Bélgica quase abriu o marcador com Mertens batendo de fora da área.  Apesar de um domínio claro da seleção belga, o primeiro tempo terminou em uma igualdade sem gols.

SEM SURPRESAS, UM SEGUNDO TEMPO COMO TODOS ESPERAVAM

O segundo tempo mal começou e a Bélgica conseguiu desencantar. Após corte feito pela defesa do Panamá a bola sobrou para Mertens, que com um chutaço de perna direita estufou as redes, sem chances para o goleiro Penedo, 1 a 0 com menos de dois minutos.

O ritmo da Bélgica continuava acelerado e por pouco o segundo gol não saiu em cobrança de falta, De Bruyne, especialista na bola parada, bateu muito próximo ao ângulo direito da meta defendida por Penedo. A resposta do Panamá veio dois minutos depois, obrigando Courtois a fazer uma grande defesa.

A Bélgica tanto pressionou que conseguiu o segundo gol, aos 23 minutos. Partindo dos pés de Hazard que fez a ligação com De Bruyne, o astro do Manchester City por sua vez deu uma assistência de trivela para Lukaku concluir para o fundo das redes de cabeça e se tornar o primeiro camisa nove a marcar um gol nesta Copa do Mundo: 2 a 0 em Sochi.

O terceiro gol surgiu cinco minutos depois, mais uma com vez Romelu Lukaku. Após ótima assistência de Eden Hazar, o atacante recebeu o passe vertical e colocou por cima do Penedo, com muita classe, deixando a seleção Belga ainda mais confortável no jogo.

O gol de honra do Panamá quase saiu aos 40 minutos da etapa final, porém, Courtois surgiu novamente como um gigante anulando Gabriel Torres e impedindo a melhor chance do time da América Central no jogo. Ainda sobrou tempo para um chute de longa distância que quase encobriu o goleiro belga, esse que seria o primeiro gol do Panamá em Copas do Mundo, todavia além de Courtois ter defendido o chute, a lance já estava paralisado.

O árbitro da Zâmbia, Janny Sikazwe, terminou a partida aos 49 minutos do segundo tempo, com vitória para a Bélgica por 3 a 0, resultado que coloca a seleção europeia como líder do Grupo H que ainda tem Inglaterra e Tunísia.

A Bélgica encara a Tunísia no próximo sábado (23), as 09h, em Moscou. Já a seleção do Panamá fará seu segundo jogo no próximo domingo (24), as 09h, diante da campeão do mundo de 1966, a Inglaterra.

Bélgica 3×0 Panamá

Local:Ficht Olympic Stadium, Sochi (RUS).

Árbitro:  Janny Sikazwe (Zam)

Auxiliares: Jerson Dos Santos (ANG) e Zakhele Siwela (AFS)

Bélgica: Thibaut Courtois, Jan Vertonghen, Toby Alderweireld, Thomas Meunier, Dedryck Boyata, Axel Witsel (N.Chadli), Kevin De Bruyne, Ferreira-Carrasco (Dembélé), Eden Hazard, Dries Mertens (T. Hazard), Romelu Lukaku

Panamá: Jaime Penedo, Roman Torres, Erick Davis, Fidel Escobar, Michael Amir Murillo, Gabriel Gomez, Armando Cooper, Anibal Godoy, Edgar Barcenasv(G. Torres), Jose Luis Rodriguez (Diaz), Blas Pérez (L. Tejada)

Gols: Mertens – Bélgica (02’/ 2º tempo) e Romelu Lukaku – Bélgica (24′ e 30’/ 2º tempo)

Cartões amarelos: Vertonghen, De Bruyne e Meunier (Bélgica); Murillo, Davis, Godoy, Cooper e Bárcenas (Panamá).

Cartões vermelhos: Não houve.

Público: 43.257 presentes