Boavista sai atrás, empata com Inter, mas cai na Copa do Brasil

Com o time reserva – já que está focado em garantir uma vaga nas semifinais da Taça Guanabara – o Boavista empatou em 1 a 1 com o Internacional, no Estádio Olímpico de Cascavel, na noite desta quarta-feira (31), e caiu na primeira fase da Copa do Brasil. O Colorado, que jogou com a vantagem do empate por estar mais bem posicionado no ranking da Confederação Brasileiro de Futebol (CBF) garantiu a vaga na segunda fase do torneio nacional.

Como era esperado, o Internacional tomou a iniciativa do confronto e se manteve mais no ataque na primeira etapa. Enquanto o Boavista, que só tinha o goleiro Rafael de titular, apostava nos contra-ataques e nas bolas paradas. Apesar de ter criado mais e ter tido um volume maior de jogo, o Colorado, contudo, não conseguiu ser eficiente na busca pelo gol nos 45 minutos iniciais e parou nas mãos do arqueiro do Verdão de Saquarema nas melhores chances criadas.

Mesmo com a vantagem do empate, o Internacional voltou para o segundo tempo buscando mais o ataque e criando mais oportunidades. Depois de insistirbastante, o Colorado foi premiado com o gol aos 13 minutos do segundo tempo. William Pottker recebeu de D`Alessandro e mandou para o fundo das redes do Boavista: 1 a 0 para o Inter. Mas, nos minutos finais, Renan Donizete, que tinha entrado no segundo tempo, empatou o confronto, de peixinho após aproveitar cruzamento da direita para dentro da área. Mas, apesar do gás final da equipe carioca, o Inter ficou com a vaga e levou a melhor por conta do regulamento.

Com o resultado, o Internacional enfrenta na próxima fase o vencedor do confronto entre Atlético-ES e Remo-PA, a partida que definirá o adversário do Colorado só acontecerá no dia 7 de fevereiro. A segunda fase da Copa do Brasil também será realizada em jogo único.

Por outro lado, o Boavista que deu adeus à competição, enfrenta no  próximo sábado (03), às 19h, a Portuguesa-RJ no Luso-Brasileiro, pela última rodada da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.

Boavista 1×1 Internacional

Estádio Olímpico Regional (Cascável)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (PR)

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (PR) e Daniel Luis Marques (PR)

Boavista: Rafael; Gabriel, Elivelton, Anderson Luiz e Jean (Marquinho, 11’/2ºT); Vitor Faísca, Thiaguinho Silva, Lucas (Caio Oliveira, 31’/2ºT) e Fellype Gabriel; Léo Pimenta (Renan Donizete, 19’/2ºT) e Felipe Augusto. Técnico: Eduardo Állax.

Internacional: Danilo Fernandes; Dudu, Klaus, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Gabriel Dias (Camilo, 26’/2ºT), Ednílson e D’Alessandro (Patrick, 37’/2ºT); William Pottker e Leandro Damião (Nico López, 29’/2ºT). Técnico: Odair Hellmann.

Cartões amarelos: Felipe Augusto, Léo Pimenta (Boavista); Gabriel Dias (Internacional)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: William Pottker – Internacional (12/2º tempo); Renan Donizete – Boavista (45/2º tempo)

Público e Renda: Não divulgados