Boavista vira nos acréscimos e vence a Cabofriense por 3 a 2 fora de casa

Nem mesmo a forte chuva que caiu no Estádio Alair Corrêa, em Cabo Frio, na Região dos Lagos, na tarde desta quarta-feira (22), impediu que Cabofriense e Boavista protagonizarem um jogaço, válido primeira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. Depois de sair perdendo por 2 a 0, o Verdão de Saquarema virou para cima do Tricolor Praiano e saiu de campo com a vitória por 4 a 2.

Apesar da superioridade do Boavista na etapa inicial, com mais posse de bola e mais chances claras de gol, quem foi para o vestiário vencendo a partida foi a Cabofriense, que abriu o placar aos 33 minutos, com Lauro César. João Carlos deixou o atacante na cara do gol e ele finaliza firme, sem chances para Rafael: 1 a 0 para o time da casa.

A etapa final da partida começou o Tricolor Praiano seguiu cirúrgico. Aos oito minutos, Airton recebeu boa bola de Tubarão na esquerda e cruzou na cabeça de Wellington Júnior, que mandou para o fundo das redes e ampliou o placar no Correão.

A partir daí o Verdão de Bacaxá foi valente e inciou uma enorme reação. Aos 17, Erick Flores cruzou da linha de fundo, George espalmou e Felipe Augusto, de cabeça, diminuiu o marcador: 2 a 1 em Cabo Frio. No minuto seguinte, Renan Donizete acertou um chutaço de fora da área para deixar tudo igual e por ainda mais fogo na partida.

Já com o duelo próximo do fim, aos 45, Gabriel cruzou da direita, a bola desviou na marcação e sobrou limpa para Cláudio Maradona estufar as redes da Cabofriense e decretar a virada e a vitória do Boavista por 3 a 2 sobre os donos da casa.

Com a vitória, o Boavista, finalista da Taça Guanabara, assumiu a terceira posição do Grupo C com três pontos, enquanto a Cabofriense está zerada e em quarto lugar no Grupo B.

Agora, as duas equipes voltam a campo no próximo domingo (25). Enquanto o Boavista recebe o Nova Iguaçu no Estádio Elcyr Resende às 16h30, a Cabofriense visita o Botafogo no Nilton Santos pouco tempo depois, às 19h30.

Cabofriense 2×3 Boavista

Estádio Alair Corrêa (Cabo Frio)

Árbitro: Grazianni Maciel Rocha

Assistentes: Eduardo de Souza Couto e Fabiana Nóbrega Pitta

Cabofriense: George; Wellington Júnior, Victor Silva, Leandro Euzébio e Airton; Levi, Kaká Mendes, Bruno Tubarão (Gama), Davi Ceará (Willian Bersan) e Lauro César; João Carlos (Mateus Guerreiro). Técnico: Antonio Carlos Roy.

Boavista: Rafael; Gabriel, Gustavo, Elivelton e Jean; Douglas Pedroso (Renan Donizete), Vitor Faíska, Lucas (Marquinho), Fellype Gabriel e Erick Flores (Cláudio Maradona); Felipe Augusto. Técnico: Eduardo Allax.

Cartões amarelos: Wellington Júnior, Victor Silva, Levi e Lauro César (Cabofriense); Vitor Faíska e Fellype Gabriel (Boavista)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Lauro César – Cabofriense (31/1º tempo); Wellington Júnior – Cabofriense (07/2º tempo); Felipe Augusto – Boavista (16/2º tempo); Renan Donizete – Boavista (17/2º tempo); Cláudio Maradona – (45/2º tempo)

Público e Renda: Não foram divulgados