Bonsucesso vence America na estreia no Campeonato Carioca

Com gol solitário de Mauro Silva, no início da primeira etapa, o Bonsucesso bateu o America por 1 a 0 em partida válida pela primeira rodada da fase preliminar do Campeonato Carioca, no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, na Baixada Fluminense. Agora, após o revés, o time rubro soma uma sequência de 16 edições de campeonato sem vitórias em estreias e ocupa a quarta colocação na tabela da competição, enquanto o time da Leopoldina é o terceiro, atrás dos líderes, Cabofriense e Macaé.

Nos primeiros minutos de partida, o America tomou a iniciativa do jogo e pressionou mais que o Bonsucesso. Contudo, foi o rubro-anil que abriu o placar aos 12 minutos, quando o camisa oito Mauro Silva acertou um belo chute de longe e surpreendeu o goleiro Felipe, que nada pode fazer: 1 a 0 para o Bonsucesso.

Aos 19, o primeiro lance de perigo do America na partida. Lucão arriscou chute de longa distância, mas a bola saiu por cima do gol defendido por Léo Flores. Após a parada técnica, a partida começou a se desenhar para o time da casa, que dominava o Bonsucesso, mas pecava nas finalizações. Aos 33, Léo Rocha armou rápido contra-ataque, Correa chegou por trás e chutou para o gol, mas Léo Flores fez boa defesa.

A partir dos 35 minutos uma chuva forte passou a fazer parte do confronto entre as duas equipes e atrapalhou o andamento da parte final do primeiro tempo, que terminou mesmo com a vitória parcial do Bonsucesso. Durante o intervalo, uma cena chamou atenção dos presentes no Estádio. As cinzas do ilustre torcedor americano, Hilton Taboada, símbolo do acesso do America à primeira divisão em 2017 e falecido em outubro deste ano foram jogadas no gramado por  familiares e amigos que também fizeram um momento de oração.

Familiares e amigos fizeram um momento de oração após jogarem as cinzas de Taboada no gramado do Giulite Coutinho | Luis Menezes (Live Esporte)

O segundo tempo começou com o America sendo superior e buscando o empate no confronto, contudo os donos da casa levavam pouco perigo ao gol de Léo Flores, arqueiro do Bonsucesso, que apenas assistia os jogadores rubros e parecia se apegar ao resultado do confronto até o momento.

Após a parada técnica, enfim tivemos lances perigosos na segunda etapa. No primeiro, aos 21, Marlon fez excelente jogada pela esquerda e cruzou para dentro da área, livre de marcação, Geancarlo errou a cabeçada e não conseguiu marcar. No lance seguinte, a bola sobrou novamente para Marlon que tentou encobriu Léo Flores e viu a defesa tirar a bola em cima da linha.

Apesar das duas chegadas ofensivas seguidas o America não manteve o ritmo. Continuou sendo superior ao adversário, que se postava todo no campo de defesa, mas não concluía as jogadas com gols e apostava muito em jogadas áreas que eram facilmente cortadas pelos defensores do Bonsucesso.

Aos 33, Dudu recebeu cruzamento dentro da área, mas não conseguiu dominar ou finalizar, e o Bonsucesso não aproveitou a boa chance, na única vez que chegou ao gol do America na segunda etapa. Pouco tempo depois, aos 40, Guaraci, arriscou chute de longe, mas a bola foi para fora, passando perto da meta do arqueiro do Bonsucesso em um dos poucos lances de ataque no segundo tempo.

No fim, mesmo sem ser brilhante o Bonsucesso conseguiu ser eficiente diante de um America muito limitado, que abusou das jogadas áreas e, comandado por Miguel que teve grande atuação, o time da Leopoldina saiu com a vitória por 1 a 0 e somou três pontos assim como Cabofriense e Macaé, na primeira fase do Estadual.

Na próxima rodada da competição o America vai até Volta Redonda onde enfrentará o Resende na próxima quinta-feira (28), às 20h30, no Estádio Raulino de Oliveira. Já o Bonsucesso recebe o Macaé, na quarta (27), no Estádio Elcyr Resende, em Saquarema.

 

America x Bonsucesso

Estádio Giulite Coutinho (Mesquita)

Árbitro: Diego da Silva Lourenço

Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Daniel Espirito Santo Parro

America: Felipe; Belarmino, Lucão, Morisco e Marlon; Correa, Guaraci, Léo Franco (Gencarlo) e Léo Rocha; Allan (Anderson Kunzel) e Romário (Assis). Técnico: Lucho Nizzo.

Bonsucesso: Léo Flores; Yago, Felipe (Leandrão), Lucas Tavares e Jeanderson; Erê, Mauro Silva, Miguel e Matheus (Leandro Chaves); Deyvison e Bruno Luiz (Dudu). Técnico: Marcelo Salles.

Cartões: Marlon (America), Guaraci (America), Assis (America), Felipe (Bonsucesso), Deyvison (Bonsucesso), Léo Flores (Bonsucesso)

Gols: Mauro Silva (12/1º tempo)

Público: 398 pagantes e 511 presentes

Renda: R$ 4.980,00