Botafogo bate o Fla no Nilton Santos e se afasta da zona de rebaixamento

Erik marcou o primeiro gol do Botafogo na vitória sobre o Flamengo | Vitor Silva (SS Press/BFR)

O Botafogo venceu o Flamengo por 2 a 1 na noite deste sábado (10), no Estádio Nilton Santos, em duelo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro e emplacou sua segunda vitória consecutiva na competição. No último clássico carioca de 2018, os gols alvinegros foram marcados, ainda na primeira etapa, por Erik e Leo Valencia. O Rubro-Negro diminuiu com Vitinho no início do segundo tempo. O resultado positivo valeu em dobro para o time de General Severiano, que além de se afastar ainda mais da zona de rebaixamento diminuiu as chances de título do rival Flamengo.

Com o triunfo, o Botafogo pulou para décima posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro com 41 pontos, enquanto o Flamengo que permaneceu na terceira colocação com 60 pontos, viu suas chances de ser campeão ficarem muito reduzidas.

BRIGAS ENTRE TORCIDAS MARCAM O PRÉ-JOGO; TORCEDOR RUBRO-NEGRO MORRE

O sábado de clássico entre Botafogo e Flamengo mais uma vez envolveu confusões e morte. A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro confirmou que dois torcedores rubro-negros foram baleados na Ilha do Governador, em confronto com torcedores rivais, e levados para a emergência do Hospital Municipal Evandro Freire. Pedro Henrique Vicente de Santana, de 25 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu, o outro torcedor está fora de perigo.

Já na Avenida Brasil, na altura do Parque União, um grupo de alvinegros que estava em um ônibus escoltado pelo Grupamento Especial de Policiamento em Estádios (Gepe) ameaçou o motorista do veículo e o ordenou que parasse, para que entrassem em confronto com um grupo de torcedores do Flamengo que estavam concentrados na localidade. O ônibus chegou ao Nilton Santos com janelas quebradas e o grupo foi levado para o Juizado Especial do Torcedor no estádio.

PRIMEIRO TEMPO NERVOSO E VANTAGEM ALVINEGRA

Com apenas 11 minutos de jogo, dois cartões amarelos. Até o fim do primeiro tempo, mais quatro – ao todo, dois para o Botafogo e quatro para o Flamengo. Foi uma partida de ânimos exaltados no Nilton Santos. O Rubro-Negro teve 72% de posse de bola. Dominou a etapa inicial? Nada disso. O Alvinegro mostrou concentração e eficiência e, com Leo Valencia inspirado, fez dois gols nos primeiros 45 minutos.

O chileno deu bom passe para Erik aos 18 minutos e o atacante ganhou de Réver na corrida para abrir o placar. Dez minutos depois, o meia surpreendeu César, que saiu mal da meta, e, da linha de fundo, cobrou falta direta, marcando um lindo gol no Niltão.: 2 a 0 para o Botafogo. Aos 35, Dorival tirou Cuéllar e colocou Diego. Aos 37, o meia do Fla recebeu cartão amarelo. Mas a substituição fez efeito nos minutos finais, deixando o jogo do Rubro-Negro mais dinâmico.

Éverton Ribeiro teve atuação apagada na derrota rubro-negra no Nilton Santos | Gilvan de Souza (CRF)

VITINHO DIMINUI, MAS BOTAFOGO SEGURA RESULTADO

O Flamengo voltou melhor para a etapa final. Com apenas três minutos de jogo, Vitinho diminuiu, de cabeça. Cinco minutos depois, o atacante tem a chance do empate em falta cobrada direta para o gol: a bola explodiu no travessão. Com o Flamengo tomando a iniciativa e precisando do gol, o jogo ficou aberto e o Botafogo tentou aproveitar os contra-ataques: aos 13, César fez boa defesa em cabeçada de Valencia.

Aos 17, Brenner, livre na área, teve a chance de ampliar, mas demorou e a marcação rubro-negra se recompôs. Paquetá arriscou de bicicleta aos 22 e tentou de cabeça aos 33. Aos 38, nova boa chance do Bota: Pimpão recebeu na área e mandou uma bomba no travessão. César teve chance para outra defesa aos 47, em chute de Erik. Com dois companheiros na área, o atacante tentou surpreender o goleiro, mas o jogador rubro-negro estava atento.

O segundo tempo também foi tenso e bastante truncado – foram contabilizados dez cartões amarelos ao fim do jogo, sendo quatro aplicados a jogadores do Botafogo e seis a atletas do Flamengo.

Agora as duas equipes voltam a campo na próxima quinta-feira (15), no feriado de Proclamação da República. Enquanto o Botafogo visita a Chapecoense às 17h, na Arena Condá, o Flamengo recebe, no mesmo horário, mas no Maracanã, a equipe do Santos.

Botafogo 2×1 Flamengo

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro-RJ)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC) e Neuza Inês Back (SC)

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello, Gilson (Moisés); Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Leo Valencia (Renatinho); Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão), Erik e Brenner. Técnico: Zé Ricardo.

Flamengo: César, Pará (Pará), Réver, Léo Duarte e Renê; Cuéllar (Diego) , Willian Arão, Paquetá e Everton Ribeiro (Marlos Moreno); Vitinho e Uribe. Técnico: Dorival Júnior.

Cartões amarelos: Gilson, Rodrigo Lindoso, Joel Carli, Gatito Fernández; (Botafogo); Cuellar, Diego, Renê, Lucas Paquetá, Réver, Willian Arão (Flamengo)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Érik, 18’/1ºT (1-0); Léo Valência, 28’/1ºT (2-0); Vitinho, 3’/2ºT (2-1);

Público: 16.882 pagantes e 19.267 presentes

Renda: R$ 169.885,00