Botafogo bate o Fluminense no Nilton Santos e chega ao G6 do Brasileiro

Kieza marcou o gol da vitória do Botafogo sobre o Fluminense | Vitor Silva (SS Press/ BFR)

O Fluminense foi superior em posse de bola e chances criadas. Mas o Botafogo contou com um ídolo inspirado na noite desta segunda-feira (14), no Estádio Nilton Santos, e derrotou o rival por 2 a 1 com gols de cabeça de Rodrigo Lindoso e Kieza. Com inúmeras defesas importantes, Jefferson foi o cara da vitória alvinegra. Pedro, de peito, descontou para o Tricolor das Laranjeiras.

Com a vitória no clássico, o Botafogo chegou aos oito pontos e ultrapassou o Fluminense na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, chegando ao sexto lugar. Com sete pontos, o time do técnico Abel Braga caiu para a nona colocação.

Sornoza, Pedro, Gilberto, Marcos Jr e Jadson. Difícil escolher o melhor jogador em campo pelo Fluminense na etapa inicial. Muito bem coletivamente, o Tricolor deu poucos espaços para o Alvinegro nos primeiros 45 minutos e criou ao menos seis chances reais de gol, Contudo foi o Botafogo que abriu o placar. Aos 26, Brenner, da esquerda, virou bem o jogo para Marcinho na direita. O lateral cruzou para a área, Rodrigo Lindoso antecipou a marcação e cabeceou no canto direito de Júlio César: 1 a 0 para o Alvinegro no Nilton Santos. Apesar do gol, o time de Alberto Valentim participou pouco do jogo e seguiu sendo dominado pelos tricolores, tanto que, aos 33, Gilberto tabelou com Marcos Jr. na direita. O atacante girou e cruzou na medida para Pedro, que, de peito, mandou para o fundo das redes. Tudo igual no placar e fim de primeira etapa.

O Botafogo melhorou a marcação para a segunda etapa, mas o Fluminense continuou melhor e com mais volume de jogo, porém, errando algumas jogadas e dando espaços para o adversário. A verdade é que o Tricolor cansou e não conseguiu manter o ritmo da etapa inicial, apesar de continuar com mais oportunidades do que o Alvinegro. O Alvinegro permaneceu apostando nas jogadas aéreas e, assim, conseguiu a virada. Aos 18, Marcinho levantou na área de novo. Kieza, livre de marcação, veio de trás, se antecipou e cabeceou para o gol: 2 a 1. Dali em diante, Júlio César foi acionado apenas em finalização de Brenner, enquanto Jefferson fez defesas importantíssimas, salvando claras oportunidades de empate do Fluminense.

Na próxima rodada, o Alvinegro vai enfrentar o América-MG, no domingo (19), às 16h, no Independência. Já o Fluminense joga contra o Atlético-PR, também no domingo, às 19h, no Maracanã.

 

Botafogo 2×1 Fluminense

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro)

Árbitro: Raphael Claus (SP/FIFA)

Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP/FIFA) e Daniel Paulo Ziolli (SP/FIFA)

Botafogo: Jefferson; Marcinho, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, Rodrigo Lindoso (Jean) e Renatinho (Gustavo Bochecha); Kieza, Luiz Fernando e Brenner (Aguirre). Técnico: Alberto Valentim.

Fluminense: Júlio César; Renato Chaves (Pablo Dyego), Gum e Luan Peres; Gilberto, Jadson, Richard (Robinho), Sornoza e Ayrton Lucas (Marlon); Marcos Júnior e Pedro. Técnico: Abel Braga.

Cartões amarelos: Renatinho e Joel Carli (Botafogo); Richard e Luan Peres (Fluminense)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Rodrigo Lindoso – Botafogo (26’/1º tempo); Pedro – Fluminense (33’/1º tempo); Kieza – Botafogo (18’/2º tempo)

Público e Renda: Não foram divulgados