Botafogo e Vasco empatam e seguem ameaçados pelo rebaixamento

Botafogo e Vasco se enfrentaram na noite desta terça-feira (09), no Estádio Nilton Santos, pela vigésima oitava rodada do Campeonato Brasileiro e ficaram no empate em 1 a 1. Luiz Fernando marcou para o Glorioso em belo chute de fora da área e o argentino Maxi Lopez empatou para o Gigante da Colina. O resultado não agradou nenhuma das duas torcidas que se veem perto da zona de rebaixamento.

Com o resultado, o time de General Severiano chegou aos 34 pontos e se manteve na décima segunda posição. Já o Cruzmaltino alcançou os 31 pontos, assumiu a décima quinta colocação e saiu da zona da degola.

O Vasco iniciou a partida com uma escalação modificada pelo seu treinador Alberto Valentim: Yago Pikachu voltou a sua posição de origem que é a lateral-direita e Henrique ganhou a vaga no meio. Com quatros laterais em campo, o Cruzmaltino pouco criava e o Botafogo controlava a partida. O domínio do Glorioso logo se transformou em gol. Aos 16, Lindoso levantou bola na área, Kieza ajeitou de peito e Luiz Fernando acertou, de primeira, um lindo chute no canto do goleiro Fernando Miguel.

O time de General Severiano levava muita vantagem em jogadas pelo lado direito do Gigante da Colina e em uma delas quase ampliou o marcador. Aos 30, o inspirado Luiz Fernando cruzou, a bola desviou no zagueiro Luiz Gustavo e parou no travessão da baliza vascaína. Apesar do controle do Glorioso, o Vasco conseguiu empatar com a categoria de Maxi Lopez. Aos 35, William Maranhão deu chute despretensioso, a bola sobrou para o argentino que girou e empatou a partida para a alegria dos vascaínos: 1 a 1.

O panorama do primeiro tempo se repetiu no início da segunda etapa. Com o aparente cansaço de Yago Pikachu, o Botafogo explorava ainda mais os espaços na direita, conseguindo criar boas chances, porém, pecando nas conclusões. Aos sete, Kieza foi puxado por Ramon na área, mas o árbitro Ricardo Marques Ribeiro mandou o jogo seguir.

Vendo o Cruzmaltino em dificuldade, o técnico Alberto Valentim colocou Marrony e Giovanni Augusto para dar sangue novo à equipe. As mudanças surtiram efeito e o time de São Januário equilibrou as ações chegando até a levar  perigo em chute de Andrey. Porém, aos poucos, o jogo foi ficando morno devido ao cansaço e a deficiência técnica das duas equipes que não tiveram forças para buscar a vitória.

O Vasco volta a campo no próximo domingo (14) para enfrentar o Cruzeiro, às 16h, em São Januário. Já o Botafogo vai a Fortaleza na segunda (15) duelar contra o Ceará, às 20h, no Castelão.

Botafogo 1×1 Vasco

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro – RJ)

Árbitro:  Ricardo Marques Ribeiro (FIFA MG)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (FIFA MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)

Botafogo: Saulo; Marcinho, Carli, Igor Rabello, Moisés; Rodrigo Lindoso, Gustavo Bochecha (João Pedro), Matheus Fernandes; Luiz Fernando, Erik (Rodrigo Pimpão), Kieza (Brenner). Técnico: Zé Ricardo

Vasco:Fernando Miguel; Yago Pikachu, Luiz Gustavo, Henríquez e Ramon (Marrony); Willian Maranhão (Bruno Cosendey), Andrey, Fabrício (Giovanni Augusto), Henrique; Andrés Ríos, Maxi López. Técnico: Alberto Valentim.

Cartões amarelos: Marcinho, Rodrigo Lindoso, Carli (Botafogo); William Maranhão, Luiz Gustavo (Vasco)

Gols: Luiz Fernando – Botafogo (16’/1° tempo); Maxi Lopez – Vasco (35’/1° tempo)

Público: 9.357 pagantes e 10.059 presentes

Renda: R$ 179.210,00