Botafogo larga na frente, mas Pablo sai do banco para dar vitória ao Furacão

Mesmo depois de ter saído na frente do placar o Botafogo não conseguiu segurar o Atlético-PR fora de casa | Divugação (CAP)

Jogando fora de casa, o Botafogo até saiu na frente do placar em gol de Brenner, na noite deste sábado (27), na Arena da Baixada, contudo o Atlético Paranaense conseguiu a virada e venceu por 2 a 1, o duelo válido pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com novo resultado negaivo, o Glorioso, com 35, segue perto bem próximo da zona de rebaixmento.

PÊNALTI DÁ VANTAGEM AOS CARIOCAS

Cada equipe buscava o ataque à sua maneira. O Botafogo apostava sempre em cruzamentos, e quase marcou com Marcelo Benevenuto, que parou em grande defesa de Felipe Alves. Brenner também assustou em cabeçada.

O Atlético Paranaense trabalhava com maior qualidade, e velocidade, com a bola no chão. Após troca de passes rápida, Bruno Guimarães tentou o primeiro chute no gol, e Saulo fez a defesa.

Bruno Guimarães arriscava bastante pelo lado paranaense, mas o meia acabou vacilando na defesa e cometeu pênalti em Gilson aos 27. Na cobrança, Brenner abriu o placar.

Luiz Fernando ficou perto de abrir 2 a 0, mas parou em defesa de Felipe Alves. Seria um placar largo demais para um primeiro tempo equilibrado.

FURACÃO VIRA COM GOL DO ARTILHEIRO

O Glorioso voltou do intervalo para se defender. Logo Saulo recebeu amarelo por retardar cobrança de tiro de meta. A postura acabou chamando o Furacão, que fez estragos.

O empate não demorou muito a aparecer. Aos dez minutos, Guilherme mandou para a área, Igor Rabello tentou afastar, mas Bergson ficou com a sobra para deixar tudo igual.

Tiago Nunes ainda tentava aumentar a pressão com mudanças. A última delas foi a entrada do artilheiro Pablo. Deu muito certo! Pouco depois de entrar, Pablo recebeu de Nikão, que também saiu do banco, girou e finalizou para marcar o gol que decidiu o encontro.

Atlético-PR 2×1 Botafogo

Arena da Baixada (Curitiba – PR)

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Atlético-PR: Felipe Alves; Diego, Wanderson, Thiago Heleno e Márcio Azevedo; Camacho (Rosseto), Bruno Guimarães e Ronny; Guilherme, Marcinho (Nikão) e Bergson (Pablo). Técnico: Thiago Nunes.

Botafogo: Saulo; Marcelo Benevenuto, Joel Carli, Igora Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes (Gustavo Bochecha) e Léo Valência; Érik (Renatinho), Luiz Fernando e Brenner (Aguirre). Técnico: Zé Ricardo.

Cartões amarelos: Guilherme, Bergson e Márcio Azevedo (Atlético PR); Saulo, Joel Carli, Marcelo Benevenuto, Matheus Fernandes e Luiz Fernando (Botafogo);

Gols: Brenner, 30’/1ºT (0-1); Bergson, 10’/2ºT (1-1); Pablo, 38’/2º (2-1)

Público e Renda: Não divulgado.