Botafogo perde para Aparecidense e está fora da Copa do Brasil

Botafogo não conseguiu vencer a Aparecidense, fora de casa, e está eliminado da Copa do Brasil | André Costa (Estadão Conteúdo)

Invicto na temporada, classificado para a semifinal da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, jogando pelo empate e com força máxima, o Botafogo chegou para a estreia na Copa do Brasil, na noite desta terça-feira (06), cheio de moral. Contudo, a Aparecidense não tomou conhecimento do Alvinegro de General Severiano, venceu o duelo por 2 a 1, de virada, no Estádio Aníbal Toledo, em Goiás e  impôs nova eliminação vexatória na história do time carioca na competição.

A partida ficou caracterizada da seguinte forma, dois Botafogos totalmente distintos foram a campo: o do primeiro tempo, que ousou com uma nova formação, um 3-4-3, aumentou ainda mais a confiança com um golaço de Rodrigo Pimpão logo aos seis minutos de partida, foi eficiente na defesa e criou várias chances no ataque, sem sofrer perigos do adversário.

E o da etapa final, que deitou na vantagem parcial obtida nos 45 minutos iniciais, relaxou, perdeu poder de fogo, teve Pimpão expulso de forma direta por reclamação, bateu-cabeça na defesa e entregou o jogo. Aproveitando falhas de posicionamento da trinca de zagueiros, Nonato e Gustavo Ramos marcaram de cabeça aos dois e 39 minutos da segunda etapa e decretaram a virada.

Com a vitória, a Aparecidense garante vaga para a segunda fase da Copa do Brasil e vai enfrentar o Cuiabá, que venceu o Aimoré por 2 a 1. A CBF ainda vai divulgar as datas para a próxima etapa da competição, que em 2018 passará a pagar R$ 50 milhões para o campeão e R$ 20 milhões para o vice. Já o Botafogo, vive momentos de tensão com a eliminação e volta todas as suas atenções para a semifinal da Taça Guanabara, no próximo sábado (10), às 16h30, contra o Flamengo, no Estádio Raulino de Oliveira.

Aparecidense 2×1 Botafogo

Estádio Anibal Batista de Toledo (Aparecida de Goiânia)

Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Caetano Ribeiro da Costa (SP)

Aparecidense: Busatto; Everton, Filipe Costa, Mirita e Helder; Wagner, Uederson, Thiago Ulisses (Cristian) e Alex Henrique (Gustavo Ramos); Aleilson (Kaio Wilker) e Nonato. Técnico: Márcio Goiano.

Botafogo: Jefferson; Marcelo, Joel Carli e Igor Rabello; Arnaldo, Dudu Cearense (Rodrigo Lindoso), João Paulo e Gilson; Luiz Fernando (Renatinho), Rodrigo Pimpão e Brenner (Kieza) Técnico: Felipe Conceição.

Cartões amarelos: Wagner Silva e Kaio Wilker (Aparecidense); Gilson, Arnaldo e Luiz Fernando (Botafogo)

Cartões vermelhos: Rodrigo Pimpão (Botafogo)

Gols: Rodrigo Pimpão – Botafogo (6/1º tempo); Nonato – Aparecidenese (2/2º tempo); Gustavo Ramos – Aparecidense (39/2º tempo)

Público e Renda: Não foram divulgados