Cabofriense bate Bonsucesso e coloca os dois pés na próxima fase do Carioca

Com gols de Davi Ceará, na primeira etapa, e Victor Silva, no segundo tempo, a Cabofriense venceu o Bonsucesso por 2 a 0 na tarde desta quarta-feira (10), em duelo realizado no Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema, na Região dos Lagos e, com dez pontos, está muito perto de garantir sua vaga na próxima fase do Campeonato Carioca. Caso o Goytacaz não vença o Resende no duelo de logo mais, às 20h, o Tricolor Praiano estará na fase principal do Estadual.

Começando a partida com maior posse de bola a Cabofriense assustou pela primeira vez aos sete minutos, quando Kaká Mendes finalizou após bom passe de Davi Ceará, a bola explodiu na defesa e foi para fora, passando muito perto da trave direita da meta defendida por Léo Flores. Apesar de início fulminante dos donos da casa, após os dez minutos o primeiro tempo passou a ter domínio do Bonsucesso.

Aos 12, Jeanderson bateu falta direto para o gol e George voou para mandar a bola para escanteio. Na sequência, dois minutos depois, Deyvison arriscou chute forte da intermediária e assustou o arqueiro do Tricolor Praiano. Continuando com a pressão sobre a Cabofriense, o Leão da Leopoldina chegou mais vez aos 18 minutos. Miguel fez boa jogada, limpou a marcação e finalizou. A bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, Deyvison finalizou da entrada da área e Geroge efetuou mais uma intenveção, mantendo o placar inalterado.

Após a parada técnica, o time da casa voltou mais ligado depois de rápida conversa com o treinador Antônio Carlos Roy. Aos 28, Maranhão fez bela jogada pela ponta direita, invadiu a área com liberdade, mas na hora de tirar o dez, chutou muito mal por cima da meta defendida por Léo Flores. Porém, quatro minutos depois, o rubro-anil deu uma resposta à altura. Sabão fez jogada sensacional pela direita, trouxe para a perna esquerda e finalizou muito forte para George fazer mais um milagre e seguir salvando a Cabofriense.

Quando tudo indicava que o primeiro tempo do duelo terminaria mesmo com o empate sem gols, Davi Ceará inaugurou o marcador em Bacaxá. O camisa dez do Tricolor Praiano cobrou falta da entrada da área com muita perfeição, Léo Flores nada pode fazer e a bola morreu fundo das redes. Fim de papo na primeira etapa: Cabofriense 1 a 0.

UM VIRA, DOIS ACABA

Victor Silva fez o segundo gol da Cabofriense na partida e garantiu a vitória do Tricolor Praiano | Bruninho Volotão

Apesar de ter sofrido o gol no fim do primeiro tempo, o Bonsucesso voltou melhor para etapa final e a Cabofriense não levava perigo algum ao gol defendido por Léo Flores, até os dez minutos. Aos 12, após linda troca de passes, Julinho saiu na cara do gol e finalizou para mais uma boa defesa do goleiro da Cabofriense.

Aos 18, a primeira chegada do Tricolor Praiano. Após cruzamento da direita, Tubarão finalizou em cima da marcação. No rebote, o meia tentou um chute colocado e Léo Flores voou no canto para fazer uma grande defesa. Depois disso, a partida perdeu em intensidade e poucas chances foram criadas pelas duas equipes.

Até que aos 33, Victor Silva aproveitou cobrança de falta para dentro da área, subiu bonito para cabecear e estufar as redes do Bonsucesso: 2 a 0 para Cabofriense. Quatro minutos depois, Lucas Tavares furou feio no meio, Anderson Manga puxou contra-ataque e finalizou. A bola desviou na marcação e saiu muito perto do gol de Léo Flores.

Ainda lutando pelo empate, o Bonsucesso não desistiu e chegou mais uma vez aos 43 minutos, com Matheus Pimenta que arriscou chute de fora da área, mas George caiu para fazer a defesa e salvar a Cabofriense novamente. Contudo, sem mais nenhuma chance de perigo a partida foi encerrada aos cinquenta minutos da segunda etapa, com a vitória do time da casa por 2 a 0.

Na próxima rodada, o Tricolor Praiano enfrenta o America, no sábado (13), no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, às 16h. Já o Bonsucesso enfrenta o Goytacaz, no mesmo horário, no Estádio Elcyr Resende de Mendonça.

Cabofriense x Bonsucesso

Estádio Elcyr Resende de Mendonça (Saquarema)

Árbitro: João Batista de Arruda

Assistentes: Flávio Manoel da Silva e Ricardo Nogueira da Silva

Cabofriense: George, Leomir, Victor Silva, Leandro Euzébio, Airton, Levi, Kaká Mendes, Bruno Tubarão, Davi Ceará, Maranhão (Lauro César) e João Carlos (Anderson Manga). Técnico: Antônio Carlos Roy.

Bonsucesso: Léo Flores, Yago (Thiago), Felipão (Matheus Salgado), Lucas Tavares, Jeanderson, Filipe Silva, Mauro Silva, Julinho, Sabão, Miguel e Deyvison (Matheus Pimenta). Técnico: Marcelo Salles.

Cartões amarelos: Davi Ceará (Cabofriense), Bruno Tubarão (Cabofriense), Levi (Cabofriense), Victor Silva (Cabofriense), Deyvison (Bonsucesso), Mauro Silva (Bonsucesso)

Gols: Davi Ceará (44/1º tempo), Victor Silva (33/2º tempo)

Público: 200 (presentes) e 170 (pagantes)

Renda: R$ 2.700,00