Campos confirma favoritismo, vence o Campo Grande e garante acesso à Série B2

Soberano, Laerte intercepta uma das poucas oportunidades de gol do Campo Grande | Marcos Faria Melo/Divulgação
Soberano, Laerte intercepta uma das poucas oportunidades de gol do Campo Grande | Marcos Faria Melo/Divulgação

Roxinho sobe para a B2 no mesmo ano em que jogou a Série A

O torcedor do Campos vai se lembrar de 2017 como um ano de múltiplas emoções. Depois de ver o roxinho disputar pela primeira vez a Série A do Campeonato Carioca, amargar um rebaixamento, desfazer a parceria com o Carapebus e recomeçar em carreira solo na Série C, que equivale à quarta e última divisão do futebol profissional do Rio de Janeiro, essa quinta-feira reservou grande alegria. A equipe venceu o Campo Grande por 2 a 0, no Nielsen Louzada, em Mesquita, e garantiu o acesso à Série B2 com uma rodada de antecedência em relação ao fim da fase classificatória.

Com o resultado, os campistas chegaram aos 40 pontos, nove de vantagem sobre o Casimiro de Abreu, segundo colocado, que tem dois jogos a menos, mas não pode mais alcançar o líder do grupo B. Agora, o Campos aguarda a definição do líder da outra chave para saber contra quem decidirá o título da Série C. No momento, o Pérolas Negras, de Paty de Alferes, está em vantagem: soma 34 pontos, contra 31 do 7 de Abril. Os dois times têm 13 jogos.

Elenco do Campos vibra com o acesso no gramado do Louzadão | Marco Farias Melo/Divulgação
Elenco do Campos vibra com o acesso no gramado do Louzadão | Marco Farias Melo/Divulgação

O nervosismo foi a tônica do primeiro tempo, de baixa qualidade técnica. Com o passar dos minutos, o Campos fez valer seu melhor futebol. Mais sereno e organizado após a parada técnica, o roxinho abriu o placar aos 21 minutos, com Biro. Feito o dever de casa, e contra um adversário já sem chances, que jogava apenas para cumprir tabela, o ritmo melhorou sem o peso da responsabilidade.

Na volta para o segundo tempo, o Campos não precisou sequer de um minuto para ampliar: antes dos primeiros 60 segundos, Jeffinho ampliou a vantagem com um toque de cobertura, para consolidar a vitória e garantir para a torcida um presente bem especial: o acesso veio no dia em que o clube completa 105 anos de fundação.

A última rodada vale as definições das segundas e terceiras posições de cada grupo, que garantem às equipes o direito de disputar um playoff de acesso. O Campos volta a campo no dia 5 (domingo), quando enfrenta o 7 de Abril. O Campo Grande não volta mais aos gramados: seu adversário seria o Brasileirinho, que abandonou a competição. Com isto, será aplicada vitória por WO (3 a 0), e o Galo da Zona Oeste está dispensado do comparecimento.