Colômbia vence Senegal, avança às oitavas e africanos dão adeus à Copa

Um gol de Yerry Mina colocou a Colômbia nas oitavas de final da Copa do Mundo. De quebra, eliminou o último representante africano com chances de ir para a próxima fase, o Senegal. Fato que não acontecia desde a edição de 1986, no México. O 1 a 0 bastou para a suada classificação colombiana.

Além de garantir a passagem para as oitavas na Rússia, a Colômbia terminou na liderança do grupo, com seis pontos. O Japão, derrotado pela Polônia, ficou com os mesmos quatro pontos que Senegal, que acabou eliminado pelo curioso critério de cartões, já que as duas seleções tiveram campanhas exatamente iguais.

EQUILÍBRIO E PRESENÇA DO VAR MANTÉM IGUALDADE NO PRIMEIRO TEMPO

A partida começou com muito equilíbrio para Senegal e Colômbia. As duas seleções entraram bem postadas em campo, com a marcação encaixada e dando poucos espaços. Um jogo de inteligência e com qualidade técnica de ambas as partes, mas de raríssimas oportunidades de gol.

Os sul-americanos foram os primeiros a chegar ao ataque através bola parada. Aos 12 minutos, Quintero aproveitou cobrança de falta da entrada da área e mandou no canto, a bola ainda quicou antes da boa defesa de N’Diaye.

Do outro lado, Senegal chegou a comemorar pênalti de Davinson Sánchez sobre Sadío Mané. A penalidade foi marcada pela arbitragem. Porém, logo em seguida, entrou em ação a análise do VAR, que fez com que o árbitro invalidasse a marcação. No lance, o defensor colombiano acerta a bola, e na sequência o atacante africano acaba indo ao chão. A vida seguiu e o primeiro tempo também: 0 a 0.

GOL DE MINA NA SEGUNDA ETAPA SALVA OS COLOMBIANOS

Na etapa final, o relógio parecia jogar contra a Colômbia, que se viu na obrigação de buscar o gol da vitória e da classificação. A partida ganhou em velocidade, mas ainda com poucas chances de gol. Senegal mantinha-se firme na defesa e administrava o empate que, àquela altura, estava classificando os africanos.

Um gol da Polônia contra o Japão tornou o empate bom também para a Colômbia. Mas foi a seleção senegalesa que pareceu mais acomodada com o resultado. O problema é que não dá para relaxar no futebol, principalmente se tratando de Copa do Mundo.  Os senegaleses acabaram pagando caro por isso.

Aos 29, em cobrança de escanteio, o zagueiro da Colômbia, Yerry Mina, subiu alto no meio da defesa e cabeceou firme para o chão. O goleiro ainda tocou na bola, mas não impediu o gol. Após o tento, o defensor, ex-palmeiras, ainda deu um susto no torcedor colombiano ao testar uma bola contra o seu próprio patrimônio, mas Ospina estava atento para garantir a vitória que colocou a seleção colombiana nas oitavas de final da Copa.

Senegal 0 x 1 Colômbia

Local: Cosmos Arena, em Samara (RUS)

Árbitro: Milorard Mazic (SER)

Assistentes: Milovan Ristic (SER) e Dalibor Cjurdjevic (SER)

Senegal: N’Diaye; Gassam, Koulibaly, Sane e Sabaly (Wague); Kouyaté, Gueye, Sarr, Keita Balde (Konaté) e Mané; Niang (Sakho). Técnico: Aliou Cissé.

Colômbia: Ospina; Arias, Davinson Sánchez, Mina e Mojica; Uribe (Lerma), Carlos Sánchez, Cuadrado, Quintero e James Rodríguez (Luis Muriel); Falcao García (Borja). Técnico: José Pékerman.

Cartões amarelos: Niang  (Senegal) e Mojica (Colômbia)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Mina – Colômbia (28’/2º tempo)

Público: 41.970 pessoas