Flamengo perde em casa para o Ceará e fica longe da briga pelo título

A torcida rubro-negra fez de tudo para apoiar o time na briga pela liderança do Brasileirão e compareceu em peso no Maracanã, na manhã deste domingo (02), com mais de 60 mil torcedores presentes. Porém, a nação viu um Flamengo, sem competência para concluir as finalizações, perder para o Ceará de 1 a 0, com gol de Leandro Carvalho nos acréscimos, pela vigésima segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Rubro-negro deixou de se aproximar do líder São Paulo, que enfrenta o Fluminense às 16h e pode aumentar a distância, e permaneceu  na terceira colocação com 41 pontos. Já o Ceará somou três pontos importantíssimos na briga contra o rebaixamento e ocupa a décima nona posição com 20 pontos.

FLAMENGO PRESSIONA, MAS NÃO CONSEGUE MARCAR NA PRIMEIRA ETAPA

O Flamengo iniciou o jogo fazendo valer o seu mando de campo. Com a equipe rubro-negra marcando pressão, o Ceará não conseguia sair jogando e a posse de bola era toda do clube carioca. Os meias Diego e Lucas Paquetá eram os que mais arriscavam em chutes de longe, mas paravam nas mãos do goleiro Éverson. Aos 11, Diego marcou, porém, estava em posição de impedimento e teve seu gol anulado pela arbitragem. Dois minutos depois, o camisa 10 do Mengão acertou o travessão após cobrança venenosa de escanteio.

O Fla começou a encontrar dificuldades para finalizar com perigo e, aos poucos, foi perdendo a intensidade na marcação, deixando espaços para o Ceará criar suas oportunidades. Aos 35, o Vozão teve uma grande oportunidade com Leandro Carvalho que ficou frente a frente com Diego Alves e tentou tocar por cobertura, mas o goleiro rubro-negro estava atento e fez boa defesa. Nos cinco minutos finais da primeira etapa, o Flamengo voltou a tomar o controle da partida e pressionar com cruzamentos, mas não conseguiu abrir o placar.

CEARÁ MARCA NO FINAL E SEGUE VIVO CONTRA O REBAIXAMENTO

O Rubro-negro voltou para o segundo tempo com mais controle da partida. Com o Ceará fechado nas linhas de defesa, o Flamengo insistia nas bolas áreas e chutes de longa distância, Lucas Paquetá foi o principal utilizador desta arma. Aos 16, o garoto fez linda tabela com Éverton Ribeiro e bateu de chapa, a bola passou por cima do gol de Éverson.

Mauricio Barbieri, técnico do Fla, tentou dar sangue novo ao time e colocou o barrado Vitinho e o jovem Lincoln nos lugares dos vaiados Marlos Moreno e Henrique Dourado, respectivamente. Porém, o panorama da partida não se alterou e o clube carioca não conseguia abrir o marcador. Enquanto isso, o Vozão levava perigo em contra-ataques esporádicos. E o Flamengo foi punido em uma dessas investidas. Aos 45, Leandro Carvalho recebeu da entrada da área e arriscou, a bola quicou e Diego Alves aceitou. O Rubro-negro ainda tentou o empate, mas não conseguiu e deixou o Maracanã sobre vaias.

O próximo duelo do Flamengo será uma briga pela parte de cima da tabela, contra o Internacional, na próxima quarta-feira (05), às 21h:45, no Beira-Rio. O Ceará joga em casa no mesmo dia, às 20h, contra o Corinthians, no Castelão.

 Flamengo 0 x 1 Ceará

Campeonato Brasileiro – 22ª rodada

Local: Maracanã (Rio de Janeiro – RJ)

Árbitro:Raphael Claus (SP).

Auxiliares:  Rogério Pablos Zanardo (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP).

Flamengo: Diego Alves, Pará, Rhodolfo, Réver e Renê; Piris da Motta (Uribe); Éverton Ribeiro, Diego, Lucas Paquetá Marlos Moreno (Vitinho); Henrique Dourado (Lincoln). Técnico: Maurício Barbieri.

Ceará: Éverson; Samuel Xavier, Tiago Alves, Luiz Otávio, João Lucas (Eduardo Brock); Edinho, Juninho, Calyson (Felipe Azevedo); Leandro Carvalho, Juninho Quixadá, Arthur (Arnaldo). Técnico: Lisca.

Gols: Leandro Carvalho (CEA, 46’/2T)

Cartões Amarelos: Henrique Dourado, Diego (FLA); Calyson, Samuel Xavier (CEA).

Cartões Vermelhos: Não houve.

Público: 55.147 pagantes; 61.277 presentes.