Com bonitos gols, Flamengo goleia o Boavista na reestreia de Julio Cesar

A noite desta quarta-feira (08) ficará na memória de muitos torcedores do Flamengo. Na reestreia do ídolo e goleiro Julio Cesar, após 14 anos, o Rubro-negro jogou bem e com lindos gols, venceu o Boavista por 3 a 0 em duelo válido pela quarta rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Com a vitória de hoje, o Flamengo assume – de forma isolada- a liderança do Grupo B com nove pontos, enquanto o Boavista segue na quarta colocação do Grupo C com seis pontos somados e ainda sonha com uma vaga nas semifinais do segundo turno do Estadual.

Na primeira etapa do confronto tivemos um Flamengo com muita posse de bola, mas pouco criativo, e um Boavista que marcava forte em busca de contra-ataques rápidos que lhe deixasse próximo do gol. Pecando nas finalizações o Rubro-negro chegou próximo de marcar somente uma vez na primeira etapa, quando Everton recebeu lindo passe de Renê dentro da área e chutou forte para boa defesa de Rafael, aos 40 minutos.

Sem levar perigo ao gol defendido pelo protagonista da noite, Julio Cesar, o Boavista contribuiu para os 45 minutos inicias fossem encerrados sem alterações no placar do Estádio da Cidadania.

Julio Cesar reestreou com a camisa rubro-negra na noite desta quarta-feira, após 14 anos | Gilvan de Souza (CRF)

Após conversa com o técnico Paulo César Carpegiani o Flamengo voltou do vestiário mais ligado, seguiu dono do jogo e passou a criar melhores chances de gol. Com isso, balançar a rede do goleiro do Verdão de Saquarema passou a ser questão de tempo. Tanto que, aos 18 minutos, Rodinei aproveitou sobra de bola na entrada da área após cobrança de escanteio e soltou a bomba de perna direita, a bola ainda resvalou levemente nas mãos do goleiro Rafael e morreu no fundo do gol: Flamengo 1 a 0 em Volta Redonda.

Como o Boavista praticamente não passava do meio de campo o time da Gávea permaneceu pressionando o adversário e aos 36 marcou mais uma vez. Diego cobrou falta com perfeição na altura da meia-lua, sem dar chances nenhuma para Rafael, e ampliou a vantagem rubro-negra na partida.

Abalado psicologicamente o Verdão de Saquarema não teve forças para reagir e sucumbiu com o terceiro gol marcado pelo Flamengo, já aos 42 minutos da segunda etapa. Assim como Diego, Lucas Paquetá cobrou falta da ponta direita com maestria e deu números finais ao confronto: 3 a 0 para o Fla.

Na próxima rodada da Taça Rio o Rubro-negro enfrenta o Macaé, fora de casa, no próximo sábado (10), às 19h30, no Estádio Moacyrzão. Já o Boavista tem pela frente o duelo contra o Bangu, no mesmo dia, mas às 16h, e em Moça Bonita.

 

Boavista 0x3 Flamengo

Estádio Raulino de Oliveira (Volta Redonda)

Árbitro: João Ennio Sobral

Assistentes: Thiago Rosa de Oliveira e Thiago Gomes Magalhães

Boavista: Rafael; Gabriel, Gustavo, Elivelton e Julio Cesar; Douglas Pedroso (Renan Donizete) , Willian Maranhão e Marquinhos (Thiaguinho); Lucas, Felipe Augusto e Tartá (Cláudio Maradona). Técnico: Eduardo Àllax.

Flamengo: Júlio César; Rodinei, Rhodolfo, Juan e Renê; Cuéllar, Diego, Everton Ribeiro (Willian Arão), Lucas Paquetá e Everton (Geuvânio); Henrique Dourado (Felipe Vizeu) Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

Cartões amarelos: Elivelton (Boavista); Diego (Flamengo)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Rodinei – Flamengo (11/2º tempo); Diego – Flamengo (36/2º tempo); Lucas Paquetá – Flamengo (42/2º tempo)

Renda: R$ 67.000,00

Público: 2.842 pagantes