Com gol solitário de Cícero, Grêmio vence Lanús e leva vantagem para segundo jogo da final da Libertadores

Cícero marcou o gol da vitória gremista na Arena | Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Em uma arena lotada e com mais 55 mil torcedores que apoiaram o Tricolor do início ao fim, o Grêmio bateu o Lanús por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (22), com gol salvador de Cícero – último reforço da equipe para temporada de 2017 – e um empate no jogo da próxima semana na Argentina basta para o tricolor se tornar tricampeão da América.

Em partida de dois tempos muito distintos, o Lanús foi muito mais perigoso na primeira etapa, quando fez forte marcação, teve mais posse de bola e apostou nos contra-ataques, sua marcas até o momento na competição. Prova disso é que Marcelo Grohe foi obrigado a fazer duas grandes defesas, a primeira delas em chute muito forte de Martínez que o arqueiro espalmou para lateral aos 33 minutos. A outra foi mais um verdadeiro milagre de Grohe. Em cobrança de escanteio aos 39 minutos, Braghieri cabeceou forte e o goleiro tricolor fez mais uma linda defesa na Libertadores, assim como já havia feito na primeira partida da semifinal diante do Barcelona (Equador). Nos primeiros 45 minutos da decisão o Grêmio foi muito pouco efetivo no ataque, abusou de jogadas aéreas e assustou o goleiro adversário apenas aos 44 minutos com um chute de Arthur, depois de saída errada de Andrada.

Em um segundo tempo totalmente oposto ao primeiro, o Grêmio foi muito melhor, dominou o Lanús do início ao fim e teve claras oportunidades de gol, enquanto o adversário passou os 45 minutos finais do duelo sem dar nenhum chute ao gol defendido por Marcelo Grohe. Exemplos do grande segundo tempo feito pelo Tricolor foram o forte chute de Cortez logo aos 10 minutos, defendido por Andrada, a cabeçada de Jaílson para fora aos 17 minutos e por fim, o gol do meia Cícero, aos 37, após passe de cabeça de Jael, que explodiu uma arena lotada e deixa os gremistas respirando aliviados até a próxima semana. Por fim, o Grêmio reclamou bastante de um pênalti não marcado em Jael, já nos minutos finais da partida, o que gerou uma pequena confusão ao apito final e do cartão amarelo levado por Kannemann, o terceiro na competição, e que deixa o defensor de fora da segunda partida da final, na próxima semana.

Agora, antes de viajar para a Argentina, o Grêmio se prepara para enfrentar o lanterna Atlético-GO no próximo domingo (26), às 17h, novamente na Arena do Grêmio, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, provavelmente com seu time todo formado por reservas.