Com o primeiro 0 a 0 da Copa, França e Dinamarca avançam às oitavas

Dinamarca e França se enfrentaram, na manhã desta terça-feira (26), em um confronto desanimado e com poucas chances de gol. A equipe francesa poupou seis titulares para a partida. O duelo foi o primeiro 0 x 0 na Copa do Mundo 2018 e os times saíram vaiados pelos torcedores presentes no estádio Lujniki. Com o resultado, as duas seleções avançam para a próxima etapa. A França termina a primeira fase líder no grupo C, com 7 pontos, seguida pela Dinamarca com 5 pontos.

PRIMEIRO TEMPO DE PARTIDA MORNO

O primeiro tempo de Dinamarca x França foi sem graça e sem belas atuações.  As equipes valorizaram mais o contra-ataque e com isso foram pouco agressivas e sem grandes destaques de seus principais jogadores: Eriksen e Griezmann. Aos 4 minutos, jogadores da Dinamarca reclamaram de pênalti de Kimpembe em Braithwaite, mas o árbitro brasileiro Sandro Meira Ricci foi bem e não marcou nada no lance.
O futuro trio Colchonero – Hernandez, Lemar e Griezmann armava jogadas pela esquerda, mas sem susto para a Dinamarca. A primeira etapa foi marcada com muitos passes errados e jogadas de contra-ataque. O time francês não parecia muito entrosado com os seis reservas em campo.

Já o meia Dembélé se destacava nas jogadas individuais, sendo uma boa opção pela direita, tornado-se a principal via de acesso ao ataque da França. Do outro lado, a equipe Dinamarquesa, a quem o empate interessava, começou atacando mas depois apostou nos contra-ataques.

SEGUNDA ETAPA SEM CHANCES DE GOL

O segundo tempo iniciou com pedido de pênalti pela equipe francesa. Aos 2 minutos, após cruzamento de Hernández, Giroud desaba na área, mas o árbitro aponta falta para a Dinamarca, após um puxão de camisa do atacante em Jorgensen. O técnico francês optou por substituir os jogadores Lucas Hernandez e Griezmann, com mais uma atuação fraquíssima, por Mendy e Fekir. O meia aproveitou a oportunidade, e em seu primeiro lance, após troca de passes com Lemar, arrsicou de fora da área, jogando a bola na rede pelo lado de fora, sendo o primeiro lance de perigo do segundo tempo. Aos 32 da etapa final, Deschamps trocou Dembélé pelo jovem atacante Mbappé mas o jogo continuou equilibrado para os dois lados. Os goleiros Mandanda e Schmeichel não precisaram trabalhar muito na segunda etapa para assegurarem o placar final do confronto entre Dinamarca x França.

Nas oitavas de final, a França enfrentará o segundo colocado do Grupo D, ainda não definido e a Dinamarca encara o líder dessa chave que é composta por Croácia, Nigéria, Islândia e Argentina. As partidas vão ser realizadas no próximo sábado (30), respectivamente, às 11 horas (Brasília) em Kazan e às 15 horas (Brasília) em Nizhny Novgorod.

CURIOSIDADES

O goleiro francês, Mandanda, 33 anos, se torna o jogador  mais velho a estrear em uma Copa do Mundo pela França e o técnico Deschamps chega aos seus 79 jogos no comando da França, igualando o recorde de Raymond Domenech, que treinou a seleção francesa de 2004 a 2010.

Dinamarca 0x0 França

Local: Estádio Luzhniki, Moscou (RUS)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (BRA)

Auxiliares: Marcelo Van Gasse (BRA) e Emerson Carvalho (BRA)

Dinamarca: Schmeichel; Dalsgaard, Kjaer, M. Jorgensen, Stryger e Christensen; Eriksen, Delaney (Lerager); Braithwaite, Cornelius (Dolberg) e Sisto (Fischer). Técnico: Age Hareide

França: Steve Mandanda; Djibril Sidibé, Raphael Varane, Presnel Kimpembe e Lucas Hernandez (Benjamin Mendy); N’Golo Kanté, Steven N’Zonzi e Thomás Lemar; Ousmane Dembélé (Kylian Mbappé), Olivier Giroud e Antoine Griezmann (Nabil Fekir). Técnico: Didier Deschamps

Cartões Amarelos: M. Jorgensen (Dinamarca)

Cartões Vermelhos: Não houve.

Gols: Não houve.

Público: 78.011