Com time reserva, Fluminense perde para o Santos na Vila Belmiro

Defesa do Tricolor Carioca sofreu muito com as bolas aéreas | Mailson Santana (FFC)

Jogando com o time reserva pensando no jogo de volta da Sul-Americana contra o Nacional-URU que acontece na próxima quarta (31), o Fluminense perdeu de 3 a 0 para o Santos na tarde deste sábado (27), na Vila Belmiro, pela trigésima primeira rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Após um primeiro tempo apático das duas equipes, o time da Vila Belmiro voltou com tudo para a segunda etapa e marcou três vezes: Gabriel, Victor Ferraz e Carlos Sánchez.

Com o resultado, o Tricolor das Laranjeiras se manteve momentaneamente na nona posição com 40 pontos. Já o Peixe chegou de vez na briga pelo G6 indo a 46 pontos, mesma pontuação do Atlético-MG, e alcançando a sétima colocação.

POUCA CRIATIVIDADE NO PRIMEIRO TEMPO

Diante de um time reserva do Fluminense, o Santos logo tomou o controle da partida. A primeira chance de perigo da partida veio em boa jogada de Dodô que chegou livre na linha de fundo e bateu cruzado, porém nenhum jogador do Peixe conseguiu aproveitar.

Apesar do domínio do time da Vila Belmiro, o Tricolor Carioca contava com o fator surpresa de jogar com um time diferente do habitual e surpreendia em alguns lances. Só que a falta de entrosamento entre os jogadores do Flu impedia o time de criar algo mais produtivo. Sem brilhantismo das duas equipes, a primeira metade da partida acabou de forma sonolenta.

RODOLFO SALVA O FLU VÁRIAS VEZES, MAS GABIBOL DECIDE PARA O SANTOS

O Santos voltou para a segunda etapa com Derlis Gonzáles no lugar de Bruno Henrique e em cinco minutos produziu mais que todo o primeiro tempo. Diego Pituca em chute de longe, Lucas Veríssimo e Rodrygo em cabeçadas quase marcaram.

A pressão do Alvinegro Praiano continuou e, aos 12, o jovem Rodrygo fez ótima jogada e bateu cruzado, Rodolfo espalmou e a bola sobrou nos pés do artilheiro do campeonato Gabriel que isolou perdendo grande chance. Cada vez que o tempo passava, mais Rodolfo, goleiro do Flu, brilhava e garantia a igualdade no placar.

E quando não era o paredão do Tricolor das Laranjeiras que salvava, a missão ficava para os jogadores de linha. Aos 28, Victor Ferraz cruzou na medida para Carlos Sánchez, o uruguaio testou firme e Frazan, de cabeça, salvou o Flu de tomar o primeiro gol. Até que de tanto insistir o Santos conseguiu marcar. Aos 38, Gabriel foi derrubado na área e o árbitro Héber Roberto Lopes marcou pênalti. O próprio atacante bateu e fez seu décimo sexto gol no campeonato.

Desarrumado em campo, o Fluminense ainda tomou mais dois gols. Aos 42, Bryan Ruiz bateu falta e Victor Ferraz marcou de cabeça. Um minuto depois, Carlos Sánchez tabelou com Gabigol e finalizou para sacramentar a vitória santista: 3 a 0.

A próxima rodada será de clássicos para ambas as equipes. O Fluminense encara o Vasco no sábado (03), às 15h, no Maracanã. No mesmo dia, o Santos joga contra o Palmeiras, às 19h, na Arena Palmeiras.

Santos 3 x 0 Fluminense 

Estádio Vila Belmiro (Santos – SP)

Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC)

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro (SC) e Eder Alexandre (SC)

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, Robson Bambu, Lucas Veríssimo, Dodô; Alison (Bryan Ruiz), Diego Pituca, Carlos Sánchez; Rodrygo, Gabriel, Bruno Henrique (Derlis Gonzáles). Técnico: Cuca

Fluminense: Rodolfo; Igor Julião, Frazan (Alex), Paulo Ricardo, Marlon; Airton (Mateus Norton), Dodi, Fernando Neto e Daniel (Cabezas); Marcos Júnior e Júnior Dutra. Técnico: Marcelo Oliveira.

Cartões amarelos: Robson Bambu, Gabriel (Santos); Airton, Marlon, Fernando Neto (Fluminense)

Gol: Gabriel – Santos (38’/2º tempo); Victor Ferraz – Santos (42’/2° tempo); Carlos Sánchez – Santos (43’/2° tempo)

Público: 8.680

Renda: R$ 165.563,50