Croácia bate a Nigéria em Kaliningrado e lidera o Grupo D

Com um gol em cada tempo, e sem passar dificuldade, a Croácia começou bem o Mundial da Rússia ao levar a melhor sobre a Nigéria e vencer por 2 a 0, no estádio de Kaliningrado, na tarde deste sábado (16), na abertura dos jogos do Grupo D. Etebo (contra) e Modric foram os autores dos gols que colocaram os croatas na liderança isolada da chave.

Com o resultado positivo, a Croácia tem mais conforto para enfrentar a poderosa Argentina de Messi, na próxima quinta (21), em Nizhny Novgorod às 15h. A Nigéria, lanterna da chave, tenta se recuperar diante da Islândia no dia seguinte, em Volgogrado às 12h.

As duas equipes entraram em campo sabendo que quem vencesse largaria na liderança – graças ao empate entre argentinos e islandeses, horas antes. A equipe européia dominou a maior parte da primeira etapa, apesar do nervosismo nos momentos iniciais, que tinha dificuldade de criar jogadas de ataque. A chamada “geração de ouro”, que pode estar fazendo sua última Copa do Mundo, se arriscou em chutes de fora e da entrada da área, enquanto os Águias Verdes preferiam lançar bolas pelo alto, uma delas bem defendida pelo goleiro Subasic.

Mas foi pelo alto que o time xadrez abriu o placar, aos 31 minutos. Após cobrança de escanteio, Rebic desviou de cabeça no primeiro pau, e Mandzukic raspou de peixinho, a bola que parecia ir para fora desviou em Etebo e tomou o caminho do gol, sem chance para o arqueiro Uzoho: 1 a 0 para a Croácia. Nos minutos finais da etapa inicial, os nigerianos até tentaram empatar em um forte chute de Iwobi, que explodiu em Lovren.

Os nigerianos voltaram do intervalo equilibrando forças e arriscando mais, tanto em cruzamentos e cabeçadas, quanto em chutes a gol e até em boas chegadas de Moses, o mais perigoso da equipe. Por outro lado, a Croácia começou a complicar lances fáceis, em que até chegavam a se enrolar sozinhos em lance de ataque – Rebic e Vrsaljko se chocaram sozinhos.

Mas aos 25 minutos da etapa final, em cobrança de escanteio, o zagueiro Troost-Ekong abraçou Mandzukic na área, não o deixando disputar a bola, cometendo pênalti claro. O camisa 10 Modric, do Real Madrid, bateu com categoria no canto direito do goleiro Uzoho, fechando o placar em Kaliningrado: 2 a 0 para os croatas. Os nigerianos até que tentaram se recuperar, mas foi a Croácia quem chegou mais perto de fazer mais um gol, quase ampliando com Kovacic nos acréscimos.

Croácia 2×0 Nigéria

Local: Estádio de Kaliningrado – Kaliningrado (RUS)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (BRA)

Assistentes: Emerson de Carvalho (BRA) e Marcelo Van Gasse (BRA)

Croácia: Subasic, Vrsaljko, Vida, Lovren e Strinic; Rakitic, Modric, Rebic (Kovasic) e Perisic; Kramaric (Brozovic) e Mandzukic (Pjaca). Técnico: Zlatko Dalic.

Nigéria: Uzoho, Shehu, Troost-Ekong, Balogun e Idowu; Ndidi, Etebo, Obi Mikel (Nwankwo) e Iwobi (Musa); Moses e Ighalo (Iheanacho). Técnico: Gernot Rohr.

Cartões amarelos: Rakitic e Brozovic (Croácia); Troost-Ekong (Nigéria)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Etebo – Nigéria (contra 32’/2º tempo) e Modric – Croácia (25’/2º tempo)

Público: 31.136