Cueva perde pênalti e Poulsen garante vitória da Dinamarca sobre o Peru

Em sua volta à Copa do Mundo depois de 36 anos, o Peru contou com o apoio de sua torcida, maioria absoluta na Mordovia Arena, em Saransk. Contudo, o pênalti – marcado com o auxílio do VAR- desperdiçado por Cueva ainda na primeira etapa foi crucial para a derrota dos peruanos, que foram melhores em grande parte do confronto. Com gol de Poulsen a Dinamarca venceu o duelo e estreou com pé direito na competição.

O resultado positivo faz a Dinamarca empatar com a França na liderança do Grupo C com três pontos, mas os franceses levam vantagem nos gols marcados, já que venceram a Austrália por 2 a 1. Sem pontos somados, Peru e Austrália fecham a chave.

O Peru começou melhor a partida, pressionando a Dinamarca. Carrillo, aberto pela direita, era disparado o jogador mais perigoso em campo, com suas jogadas em velocidade. A partir dos 20 minutos, porém, a Dinamarca passou a controlar as ações do jogo e ficou mais com a bola. As melhores chances dos dinamarqueses, porém, foram em jogadas de bola parada, escanteios ou faltas. No final, porém, quem teve a melhor oportunidade foi o Peru, Aos 45, Cueva sofreu pênalti que foi marcado com o auxílio do VAR. Na cobrança, o camisa oito peruano mandou a bola por cima da meta de Schmeichel.

Na segunda etapa, novamente foi o Peru que iniciou melhor e teve chance de abrir o placar num lance em que Cueva deixou o marcador no chão, mas preferiu tocar a chutar, e Carrillo acabou perdendo. Na jogada seguinte, aos 13, gol da Dinamarca. Sisto recebeu a bola no campo de defesa, avançou em velocidade e abriu com Eriksen, que encontrou Poulsen invadindo a área com liberdade para só chegar batendo na saída do goleiro Gallese: 1 a 0 para os dinamarqueses.

Quatro minutos Gareca colocou Paolo Guerrero em campo e o camisa nove deu nova cara para o time do Peru, fazendo o pivô e deslocando Farfán para a armação da equipe. Os sulamericanos empilharam uma oportunidade atrás da outra, Guerrero quase marcou um golaço de calcanhar e Farfán teve uma chance clara defendida por Schmeichel. No fim, péssimo resultado para o Peru, que agora terá de vencer França e Austrália para se classificar sem depender de nenhuma combinação de resultados.

A segunda rodada do Grupo C será disputada na próxima quinta-feira (21). A Austrália encara a Dinamarca às 09h em Samara, enquanto o Peru tem pela frente o duelo contra a França em Ecaterimburgo, às 12h.

Peru 0x1 Dinamarca

Local: Mordovia Arena, Saransk (RUS)

Árbitro: Bakary Gassama (GAM)

Auxiliares: Jean Birumushahu (BDI) e Abdelhak Etchiali (ALG)

Peru Gallese; Advíncula, Rodríguez, Ramos e Trauco; Tapia (Pedro Aquino), Youtún e Cueva; Carrillo, Flores (Guerrero) e Farfán (Ruidíaz). Técnico: Ricardo Gareca.

Dinamarca Schmeichel; Dalsgaard, Kjaer, Christensen (M. Jorgensen) e Larsen; Kvist (Schone) e Delaney; Poulsen, Eriksen e Sisto (Braithwaite); N. Jorgensen. Técnico: Age Hareide.

Cartões amarelos: Tapia (Peru) e Delaney (Dinamarca)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Poulsen – Dinamarca (13’/2º tempo)

Público: Não divulgado.