Rubens Lopes entrega o troféu da Série C a Rafael Paty, capitão do Pérolas Negras | Agência Ferj

Em cerimônia, Ferj entrega prêmios aos melhores das séries B1, B2 e C do Carioca

Os últimos metros de uma maratona são cruzados pelos vencedores com mais alívio do que felicidade. Após meses de disputas em campo, essa foi a sensação de atletas e dirigentes de 10 clubes, na cerimônia de encerramento dos Campeonatos Cariocas das Séries B1, B2 e C, realizada na noite desta terça-feira, para cerca de 300 pessoas, no salão do Arouca Barra Clube, na Barra da Tijuca. Diferentemente das edições anteriores, esse ano não houve seleção oficial, mas os participantes foram premiados em seis categorias: campeão, artilheiro, ataque mais positivo, revelação, defesa menos vazada e equipe mais disciplinada. Os melhores árbitros e assistentes também foram lembrados. No player abaixo é possível ver a cerimônia completa.

Como é tradição, os campeões das três divisões, Goytacaz, Angra e Pérolas Negras, arrebataram a maior parte dos troféus em disputa, com três prêmios cada. A cerimônia teve três momentos especiais: a entrega da taça da Série C ao Pérolas Negras, que compareceu em peso, com elenco, comissão técnica e diretoria quase completos, uma homenagem a Daniel Oliveira, torcedor fiel do Angra, que acompanhou a equipe em todos os jogos e foi flagrado sozinho na arquibancada em uma das partida, e o prêmio de revelação da Série C ao goleiro Jorge, do Esporte Clube Resende. O jogador de 22 anos se destacou por ter defendido cinco dos seis pênaltis cobrados (83%) contra o clube na competição, um aproveitamento melhor do que o já assombroso desempenho de Gatito Fernandes, do Botafogo.

 

SÉRIE B1:

Ataque mais positivo: Audax (47 gols)

Defesa menos vazada: Goytacaz (13 gols)

Equipe mais disciplinada: Serra Macaense (46 amarelos e 1 vermelho)

Artilheiro: Márcio Carioca (São Gonçalo EC) 18 gols

Revelação: Luan (Goytacaz)

Árbitro: Diego da Silva Lourenço

Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Jackson Massarra dos Santos

 

SÉRIE B2:

Ataque mais positivo: Angra dos Reis (30 gols)

Defesa menos vazada: EC Nova Cidade (7 gols)

Equipe mais disciplinada: Bella Vista (24 amarelos e um vermelho)

Artilheiro: Fábio Saci (Angra dos Reis) e Rincón Teixeira (Santa Cruz): 13 gols

Revelação: Deivison (EC Nova Cidade)

Árbitro: Lucas Estevão

Assistentes: Richardson Santos da Silva e Carlos Aquila Lima da Conceição

 

SÉRIE C:

Ataque mais positivo: 7 de Abril (40 gols)

Defesa menos vazada: Pérolas Negras (09 gols)

Equipe mais disciplinada: Pérolas Negras

Artilheiro: João Vitor (7 de Abril) 16 gols

Revelação: Jorge (Resende/Guarany)

Árbitro: Marco Aurélio Régis

Assistentes: Lucas Leite Padilha e Daniel César Botelho Rodrigues