Quissamã esteve na Série A em 2013 e pode acabar desfiliado | Divulgação/Agência Ferj

Ferj anuncia desfiliação de 16 clubes profissionais por inatividade prolongada

No último dia 1º, a Ferj notificou 19 clubes para que apresentassem suas justificativas para a inatividade prolongada, que poderia resultar em desfiliação. Nesta terça-feira, a entidade confirmou que 16 destes clubes perderam o status de profissionais e não podem mais jogar as competições desta categoria e de base promovidas pela entidade. Eles perderam também representatividade e direito a voto nas eleições e na assembleia geral da federação.

A medida foi confirmada pela publicação da Resolução da Presidência 35/2017, assinada pelo presidente Rubens Lopes. O documento informa que, dos clubes citados, apenas Arthurzinho, Canto do Rio e Cardoso Moreira apresentaram ponderações consideradas consistentes pela entidade para manutenção do vínculo de filiados.

Entre os excluídos, há clubes com passagem pela Série A do Campeonato Carioca, como Quissamã, que esteve na elite em 2013. O América de Três Rios, o tradicional Rio Branco de Campos também foram punidos pela medida, que é baseada no artigo 107 da entidade. Ele determina que o prazo máximo para inatividade em relação às competições promovidas pela federação é de dois anos.

Confira abaixo a lista dos clubes desfiliados:

1º) Apollo (Arraial do Cabo)

2º) América Futebol Clube (Três Rios)

3º) Aperibeense

4º) Atlético Rio

5º) Rio Branco (Campos)

6º) Condor (Queimados)

7º) La Coruña

8º) Marinho

9º) Everest

10º) Fênix (Barra Mansa)

11º) Imperial (Petrópolis)

12º) Nilópolis

13º) Quissamã

14º) Rio das Ostras

15º) São Pedro (São Pedro da Aldeia)

16º) Três Rios