Quissamã esteve na Série A em 2013 e pode acabar desfiliado | Divulgação/Agência Ferj

Ferj suspende as filiações de 19 clubes por inatividade prolongada

A Ferj divulgou nesta segunda-feira a resolução da presidência 32/2017, que suspende as filiações de 19 clubes profissionais de futebol por inatividade prolongada. O documento explica que a medida é aplicável a clubes que permaneçam pelo menos dois anos fora das competições profissionais que são obrigados a disputar, sem que a entidade tenha concedido licenças para isto. Entre os afetados pela medida, estão Cardoso Moreira e Quissamã, dois clubes do Norte Fluminense que disputaram a Série A neste século.

O documento é assinado pelo presidente interino da Ferj, José Luiz Martinelli. Com a suspensão, os clubes têm até às 18h30 do dia seis para a apresentação de defesa. Depois da data, a entidade decidirá se deve ou não desfiliar os clubes, caso a caso, e encaminhará o assunto para a apreciação do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ). A medida afeta ainda outros tradicionais clube do estado: o Canto do Rio, de Niterói, que há três anos ensaia seu retorno ao futebol profissional, o América de Três Rios e  Rio Branco de Campos.

Confira abaixo a lista dos clubes que podem ser desfiliados:

1º) Apollo (Arraial do Cabo)

2º) América Futebol Clube (Três Rios)

3º) Aperibeense

4º) Atlético Rio

5º) Canto do Rio

6º) Cardoso Moreira

7º) Rio Branco (Campos)

8º) Arthurzinho

9º) Condor (Queimados)

10º) La Coruña

11º) Marinho

12º) Everest

13º) Fênix (Barra Mansa)

14º) Imperial (Petrópolis)

15º) Nilópolis

16º) Quissamã

17º) Rio das Ostras

18º) São Pedro (São Pedro da Aldeia)

19º) Três Rios