Fla empata com River Plate e avança às oitavas em segundo no Grupo 4

O Flamengo manteve a invencibilidade na Libertadores, mas deixa Buenos Aires sem conquistar seu objetivo. No empate por 0 a 0 com o River Plate, na noite desta quarta-feira (23), no Monumental de Nuñez, o time, que já estava classificado e precisava da vitória para buscar a liderança, fez um jogo burocrático e terminou o Grupo 4 na segunda colocação. A equipe argentina avança em primeiro

O Flamengo entrou em campo assustado e não fez um bom primeiro tempo. Desde o início, o River conseguiu impor seu jogo. O time carioca até teve boas chances com Paquetá, Everton Ribeiro e Rodinei. Mas eram lances esporádicos. Na maior parte da primeira etapa, limitou-se a defender e dificilmente encaixava um bom contra-ataque. As melhores oportunidades foram do River. Mesmo assim, os argentinos abusaram de cruzamentos e também ficou devendo diante de seus torcedores.

O jogo foi melhor na etapa final. O Flamengo tentou sair mais para a partida. Mesmo assim quem esteve mais próximo da vitória foi o River. No fim, a sensação que ficou foi que os dois times ficaram satisfeitos com o empate. Os argentinos conseguiram segurar a liderança, enquanto o Rubro-Negro manteve a invencibilidade e não saiu de Buenos Aires derrotado. Faltou ousar mais um pouco pela primeira colocação.

Com a segunda colocação, o Flamengo vai decidir fora de casa nas oitavas de final. Além disso, teoricamente, terá pela frente um adversário mais forte, primeiro colocado do seu grupo e sem poder contar com Lucas Paquetá. O camisa 11 recebeu o terceiro amarelo, está suspenso e será desfalque no primeiro jogo das oitavas de final. O sorteio dos confrontos será no dia 4 de julho. A Libertadores para agora e só volta após a Copa do Mundo

 

River Plate-ARG 0 x 0 Flamengo

Estádio Monumental de Núñez (Buenos Aires – ARG)

Árbitro: Andrés Cunha (URU)

Assistentes: Maurício Espinosa (URU) e Nicolas Taran (URU)

River Plate: Armani; Montiel, Maidana, Pinolla, Saracchi; Ponzio, Enzo Pérez, Ignácio Fernandez, Ezequiel Palacios (Rojas); Scocco (Mora), Lucas Pratto (Borré). Técnico: Marcelo Gallardo.

Flamengo: Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rhodolfo, Renê; Cuellar, Jean Lucas (Jonas), Lucas Paquetá, Everton Ribeiro; Vinícius Júnior (Marlos Moreno), Henrique Dourado (Lincoln). Técnico: Mauricio Barbieri.

Cartões amarelos: Maidana, Enzo Pérez, Ignácio Fernandez, Scocco (River Plate) Lucas Paquetá, Jean Lucas (Flamengo)

Cartões vermelhos: Não houve