Na estreia do Brasileirão, Flamengo empata fora de casa com Vitória: 2 a 2

Éverton Ribeiro atuou apenas nove minutos no empate do Flamengo com o vitória | Divulgação Internet

Vitória e Flamengo chegaram ao Barradão na noite deste sábado (14), para a estreia no Brasileirão. Mas, os holofotes não ficaram em Diego, Henrique Dourado ou Denilson. O árbitro Wagner Reway roubou a cena e deixou o gramado como protagonista no empate em 2 a 2, com direito a pênalti inexistente, expulsão de Éverton Ribeiro no início do jogo e gol irregular de Réver na etapa final. Com a bola rolando, equilíbrio: Paquetá – aos 16 segundos- também marcou para o time visitante, mas Yago e Denilson decretaram a igualdade no placar.

O Flamengo não deixou nem mesmo a torcida presente no Barradão se acomodar. Aos 16 segundos, após passe de Vinicius Junior, Paquetá deslocou Caíque e abriu o marcador. Contudo, a lambança de Wagner Reway, aos nove minutos, mudou o rumo da partida. Éverton Ribeiro recebeu o vermelho no pênalti mal marcado pela arbitragem. Yago bateu sem chances para Diego Alves e deixou tudo igual: 1 a 1 no placar.

O time visitante, com um a menos, apostou nas jogadas individuais – principalmente com Paquetá. E o panorama não mudou na segunda etapa, mas a bola aérea entrou em cena. Aos 26, Réver marcou o segundo do Flamengo, aproveitando de jogada irregular de Willian Arão, que, em impedimento, tocou de cabeça Geuvânio dar a assistência. O Vitória, porém, buscou o empate também pelo alto: quatro minutos depois, Denilson, sozinho entre os zagueiros, testou para dar números finais ao jogo: 2 a 2 no Barradão.

Agora, o Flamengo volta a campo na noite da próxima quarta-feira (18), mas pela Libertadores: o Rubro-Negro encara o Independiente Santa Fé-COL, às 21h45, pela terceira rodada do Grupo 4 da competição continental. No sábado (21), recebe o América-MG, às 19h, pela segunda rodada do Brasileirão, em duelo que marcará a despedida do goleiro Julio Cesar dos gramados.

 

Vitória 2×2 Flamengo

Estádio do Barradão (Salvador – BA)

Árbitro: Wagner Reway (MT/FIFA)

Assistentes: Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)

Vitória: Caíque; Rodrigo Andrade (Jeferson), Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Guilherme Costa); Willian Farias, Uillian Correia, Yago, Baumjohann (Juninho) e Rhayner; Denílson. Técnico: Vagner Mancini.

Flamengo: Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Diego, Lucas Paquetá (Geuvânio), Everton Ribeiro e Vinicius Junior (Pará); Henrique Dourado (Willian Arão). Técnico: Maurício Barbieri.

Cartões amarelos: Rhayner e Rodrigo Andrade (Vitória) Diego e Willian Arão (Flamengo)

Cartão vermelho: Everton Ribeiro (Flamengo)

Gols: Lucas Paquetá – Flamengo (15”/1º tempo); Yago – Vitória (12’/1º tempo); Réver – Flamengo (26’/2º tempo); Denilson – Vitória (30’/2º tempo)

Público: 12.669 pagantes e 13.142 presentes

Renda: R$ 238.994,00