Flamengo fica no empate com a Ponte mas avança na Copa do Brasil

Flamengo não saiu do zero com a Ponte mas avançou de fase na Copa do Brasil | Gilvan de Souza (CRF)

Mais uma vez a torcida rubro-negra deu um show. Os mais de 55 mil torcedores presentes no Maracanã na noite desta quinta-feira (10), apoiaram o time do início ao fim, só que dessa vez o Flamengo não apresentou a boa atuação coletiva que teve diante do Internacional no último domingo (06) e ficou no empate sem gols com a Ponte Preta. Porém, o 0 a 0 garantiu o time carioca nas quartas de final da Copa do Brasil, por que venceu o primeiro jogo por 1 a 0 na semana passada.

Na primeira etapa do duelo o Flamengo encontrou uma marcação muito forte da equipe da Ponte Preta e teve muitas dificuldades para levar perigo à meta da Macaca, que bem postada em seu campo de defesa não ameaçava o gol defendido por Diego Alves. Somente aos 26 minutos, a primeira boa chegada do Flamengo. Rodinei avançou pelo meio, conseguiu o drible e tocou para Vinicius Junior na área, mas o chute do garoto desviou na zaga e foi para fora.

Três minutos depois, nova tentativa do rubro-negro. Lucas Paquetá recuperou a bola no meio, chutou de longe e Ivan defendeu mas deu rebote. Vinicius não conseguiu alcançar e na sequência, bola ainda sobrou com Réver, que tentou o chute cruzado, mas a zaga da Ponte afastou o perigo. Aos 37, Renê cruzou da esquerda. Vinicius Jr recebeu na área, dominou e chutou de direita, mas a bola foi para fora no último ataque do Flamengo na primeira etapa, que terminou mesmo com o placar inalterado.

O segundo tempo começou com o Flamengo trocando passes desde a defesa, assim como nos 45 minutos iniciais. Com o apoio da torcida, o time girava a bola e tentava, com paciência, chegar ao gol da Ponte, que não se acovardava. Marcava os donos da casa sob pressão e procurava espaços para em contra-ataques rápidos assustar a defesa rubro-negra.

Aos 25, boa troca de passes do Flamengo no ataque. Everton Ribeiro tocou para Guerrero na entrada da área, e o camisa 9 arriscou o chute de fora, a bola passou perto da trave direita de Ivan e foi para fora. O 0 a 0 insistia em não sair do placar e torcida rubro-negra não parava de empurrar o time no Maracanã. Em busca do primeiro gol, o time do técnico Maurício Barbieri foi para cima do adversário nos minutos finais.

Aos 38, Guerrero roubou a bola no ataque. Everton Ribeiro recebeu na direita e arriscou bonito chute, Ivan conseguiu a defesa e mandou para escanteio. Contudo, dois minutos depois, a Ponte quase calou o Maracanã. Felippe Cardoso recebeu a boa bola na área de Aaron, passou pela marcação de Réver e chutou muito perto do gol, mas bola acaba batendo na trave e sendo defendida por Diego Alves na sequência.

No fim, o confronto terminou com o teimoso 0 a 0 no placar e com um Flamengo que se não saiu de campo vaiado pela torcida, também não saiu aplaudido por um público que o empurrou do início ao fim da partida. Agora, o time rubro-negro tem pela frente a Chapecoense-SC, em duelo da quinta rodada do Campeonato Brasileiro, que acontece no próximo domingo (13), às 16h, na Arena Condá, em Chapecó.

 

Flamengo 0x0 Ponte Preta

Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG/FIFA)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG/FIFA) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)

Flamengo: Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar; Lucas Paquetá, Everton Ribeiro, Vinicius Junior (Marlos Moreno) e Geuvânio (Jean Lucas); Henrique Dourado (Guerrero). Técnico: Maurício Barbieri.

Ponte Preta: Ivan; Igor, Renan Fonseca, Reynaldo e Marciel; Nathan, Lucas Mineiro (João Vítor) e Paulinho (Tiago Real); Felipe Saraiva (Aaron), Júnior Santos e Felippe Cardoso. Técnico: Doriva

Cartões amarelos: Réver (Flamengo); Paulinho e Nathan (Ponte Preta)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Não houve

Público: 52.497 pagantes e 55.822 presentes

Renda: R$ 1.316.955,00