Flamengo vence Cabofriense na Ilha do Urubu e segue 100% no Carioca

Foi de novo com a juventude, mas dessa vez com um pequeno toque de experiência, se é que assim podemos dizer, que o Flamengo superou a Cabofriense por 1 a 0 na noite deste domingo (21), com gol de Vinícius Jr, na Ilha do Urubu, obteve seu segundo triunfo consecutivo na Taça Guanabra e permanece como único time a ter 100% de aproveitamento no Estadual.

Liderando o Grupo B do primeiro turno do Campeonato Carioca, o rubro-negro volta a campo na próxima quarta-feira (24), quando enfrentará o Bangu, novamente na Ilha do Governador, às 19h30. No mesmo dia, mas às 16h30, a Cabofriense recebe o Vasco, em Saquarema, no Estádio Elcyr Resende de Mendonça.

O Flamengo começou a partida com sua habitual troca de passes, mas sem muitas jogadas de velocidade. Com o Tricolor Praiano marcando bem atrás, o rubro-negro sentiu falta de um organizador no meio. Vinicius Jr, por vezes, tentou fazer a função, mas não obteve muito êxito. Depois da parada técnica, o confronto melhorou.

Aos 21, Ronaldo roubou bola no meio e deixou com Lincoln. De longe o centroavante bateu de direita. A bola foi no meio do gol, e George defendeu sem dar rebote. Não demorou muito e a Cabofriense deu uma resposta a altura, quando aos 24, Airton foi à linha de fundo e fez o cruzamento. A zaga ficou olhando, e Davi Ceará finalizou com liberdade, mas sem direção.

Pouco tempo depois, gol do Flamengo. Aos 32, Vinicius Junior fez boa jogada pelo meio e abriu com Rodinei. O lateral dominou, levantou a cabeça e cruzou no segundo pau. O camisa 10 da gávea apareceu livre dentro da pequena área para escorar a bola para o fundo das redes e fazer 1 a 0 para o Fla. Empolgado com o gol, o time da casa partiu para cima. Três minutos após abrir o placar, Lucas Silva dominou na área, tentou jogada individual, ganhou no bate rebate e arriscou o chute. A bola foi no meio, nas mãos de George, que fez defesa segura.

Acuada com os seguidos ataques do Flamengo, a Cabofriense só voltou a assustar nos minutos finais. Aos 43, Bruno Tubarão cortou Jonas na intermediária, levou para o pé direito e soltou uma bomba. A bola passou perto do gol de Gabriel Batista, que saltou e viu a bola sair direto pela linha de fundo, no que foi o último lance de perigo da etapa inicial.

Querendo a vitória após um empate na estreia, o Tricolor Praiano voltou melhor para segunda etapa e levou perigo ao gol de Gabriel logo no início. Aos dois minutos, após cobrança de escanteio da esquerda, Leandro Euzébio subiu sozinho e testou firme, mas a bola foi por cima da meta rubro-negra. Dez minutos depois, a resposta do Flamengo. Jonas soltou uma bomba da intermediária e obrigou o goleiro da Cabofriense a fazer bela defesa.

A equipe da Região dos Lagos seguiu fazendo um bom segundo tempo e voltou a assustar o goleiro rubro-negro aos 20, quando Maranhão recebeu na área, pela esquerda, girou e soltou a bomba. Gabriel Batista conferiu e fez boa defesa, evitando o empate tricolor. Apesar da superioridade da Cabofriense, o Flamengo não ficou somente na defesa. Cinco minutos depois, Wendel disparou pela direita e achou Jajá na esquerda. Ele dominou mal e ainda tentou chute, mas George abafou e fez boa defesa para salvar o time de Cabo Frio.

Já no fim, aos 42, as melhores chances dos visitantes. Após chute de Anderson Manga, Gabriel Batista deu rebote. João Carlos pegou a sobra e bateu cruzado, mas o goleiro do Flamengo abafou, fez boa defesa e garantiu a segunda vitória do Flamengo no Campeonato Carioca.

Flamengo 1 x 0 Cabofriense

Estádio Ilha do Urubu (Rio de Janeiro)

Árbitro: João Batista de Arruda

Assistentes: Gabriel Conti e Carlos Henrique Cardoso

Flamengo: Gabriel Batista; Rodinei (Klebinho), Thuler, Léo Duarte e Renê (Ramon); Jonas (Jajá), Ronaldo e Jean Lucas; Lucas Silva, Lincoln (Wendel) e Vinícius Júnior (Pepê). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Cabofriense: George; Leomir (Paulo Sérgio), Victor Silva, Leandro Euzébio e Airton; Levi (Matheus Guerreiro), Bruno Tubarão (Anderson Manga), Kaká Mendes (Marcelo Gama) e Davi Ceará (Lauro César); Maranhão e João Carlos. Técnico: Antônio Carlos Roy.

Cartões amarelos: Jonas e Ronaldo (Flamengo); Leomir (Cabofriense)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Vinícius Jr – Flamengo (32/ 1º tempo)

Renda: R$ 86.072,00

Público: 3.332 (pagantes) e 4045 (presentes)