Flamengo volta a pecar na criação e empata sem gols com o Bahia

Garoto Lincoln foi titular no duelo contra o Bahia e, assim como Dourado e Uribe, também não aproveitou a chance | Staff Images

O 0 a 0 no placar reflete bem o que foram os 90 minutos de Bahia e Flamengo na noite deste sábado (29), na Fonte Nova, em duelo válido pela 27ª rodada do Brasileiro. Nem quando Anderson soltou a bola nos pés de Vitinho, ou quando Vinícius e Gilberto apareceram na frente de César, a bola entrou. No confronto de quase nenhuma criatividade e muitas reclamações, o empate, ruim para os dois, acabou justo.

Com o resultado, o rubro-negro carioca perdeu uma posição na tabela de classificação da competição com a vitória do Grêmio sobre o Fluminense e agora ocupa a quinta colocação com 49 pontos. Para não ver aumentar para cinco pontos a distancia para o líder – que antes do início da rodada era de três – o Fla torce para tropeços de São Paulo, Palmeiras e Inter, neste domingo (30).

Bahia e Flamengo não fizeram grande jogo no primeiro tempo. Mas o Tricolor foi melhor e ficou mais perto do gol. O time da casa começou a partida com a marcação avançada e pressionando a saída de bola do Fla, que teve dificuldades de criar e assustar. Os cariocas erraram muitos passes na frente e perderam oportunidades de levar perigo ao gol de Anderson. Vitinho arriscou chutes de fora da área, Lincoln também tentou, mas ambos sem efetividade.

O Tricolor explorou bem o lado direito do ataque e encontrou espaços na marcação de Trauco, criando por ali as melhores chances. Léo e Élber assustaram o goleiro César em chutes de fora. Zé Rafael também apareceu bem.O Bahia ainda foi para o vestiário no intervalo na bronca: em dois lances na área, os donos da casa pediram pênalti, mas o árbitro Igor Junio Benevenuto nada marcou.

O Bahia voltou mais apagado, cedendo espaços para o Flamengo trocar passes no meio. Mas os erros dos visitantes persistiram. Lucas Paquetá tentou vários passes e penetrações, mas não estava em noite inspirada. O rubro-negro tinha a posse de bola, mas, sem agressividade, abusou das jogadas pela lateral e dos cruzamentos. Não deu. Nem a sorte esteve ao lado do time: quando Anderson falhou logo aos seis minutos e deixou a bola nos pés de Vitinho, o atacante não concluiu.

Para o Bahia, as coisas também não encaixaram. Depois dos 30 minutos, o time cresceu e voltou a dominar o jogo. Aos 33, poderia ter aberto o placar, não fossem as furadas de Vinícius e Gilberto, e a defesa de César em chute de Élber. Antes do apito final, Arão, livre na área, teve a chance de sair como herói, mas não acertou a cabeçada. Faltou mais eficiência para que as redes fossem balançadas nesta noite em Salvador.

Agora, Dorival terá cinco dias de muito trabalho antes do próximo compromisso do Flamengo pelo Campeonato Brasileiro, que será contra o Corinthians, na sexta (05), às 21h, em Itaquera, desta vez pela 28ª rodada da competição.

Bahia 0x0 Flamengo 

Arena Fonte Nova (Salvador – BA)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)

Bahia: Anderson; Bruno (Nino Paraíba), Douglas Grolli, Lucas Fonseca, Léo; Gregore, Flávio, Zé Rafael (Clayton), Ramires (Vinícius), Élber; Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

Flamengo: César; Pará, Léo Duarte, Réver, Trauco (Renê); Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá; Éverton Ribeiro, Vitinho (Berrío) e Lincoln (Marlos). Técnico: Dorival Júnior.

Cartões amarelos: Douglas Grolli e Élber (Bahia); Éverton Ribeiro (Flamengo)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: –

Público: 31.059 pagantes e 31.626 presentes

Renda: R$ 1.171.225,00