Flu dá fim a jejum, bate o América-MG e garante vaga na Sul-Americana

Richard marcou o gol que selou a permanência do Fluminense na Série A do Brasileiro em 2019 | Divulgação (FFC)

No jogo que valia a permanência na elite do Campeonato Brasileiro, melhor para o Fluminense. Na despedida de 2018, o Tricolor do técnico interino Fábio Moreno voltou a vencer e marcar gols depois de oito jogos e fez 1 a 0 sobre o América-MG com gol de Richard na tarde deste domingo (02), diante de 35 mil pessoas no Maracanã.

Com o triunfo, o Fluminense não só evitou o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro como também garantiu, com o 12º lugar na tabela de classificação, uma vaga na Copa Sul-Americana de 2019, competição a qual chegou até as semifinais na temporada de 2018.

DEFESA DE JÚLIO CÉSAR E GOL DE RICHARD: A RECEITA PARA O ALÍVIO

Precisando desesperadamente vencer, o América-MG ignorou o Maracanã cheio e foi para cima desde o início. Teve as melhores chances do jogo, incluindo um pênalti perdido por Luan, que Júlio César defendeu e uma bola tirada em cima da linha por Gum. Mas foi o Fluminense, que só havia assustado em chute desviado de Marcos Junior, abriu o placar com Richard, de cabeça, aos 40 minutos. O gol foi um alívio para os tricolores presentes no Maracanã, mas não significou tranquilidade.

O América voltou com tudo para o segundo tempo: Matheusinho, Aderlan, Rafael Moura e Matheus Ferraz bem que tentaram, só que Júlio César continuou pegando tudo e mais um pouco. Luciano ainda acertou o travessão e quase ampliou, mas o placar terminou mesmo com o 1 a 0 e enfim a torcida tricolor teve motivos para voltar a sorrir ainda em 2018.

Fluminense 1×0 América-MG

Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro-RJ)

Árbitro: Rafael Traci (PR)

Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)

Fluminense: Júlio César; Igor Julião, Gum  (Paulo Ricardo), Digão e Marlon; Airton (Dodi), Richard e Jadson; Marcos Junior, Luciano e Kayke (Everaldo). Técnico: Fábio Moreno.

América-MG: João Ricardo; Aderlan, Paulão, Matheus Ferraz e Carlinhos; Zé Ricardo (Lincoln), Juninho e Matheusinho (Carlos França); Marquinhos (Ademir), Luan e Rafael Moura. Técnico: Givanildo Oliveira.

Cartões amarelos: Igor Julião, Gum, Marcos Junior e Everaldo (Fluminense)

Gol: Richard – Fluminense (39’/1º tempo)

Público: 34.870 pagantes e 35.647 presentes

Renda: R$ 139.932,50