Flu bobeia e perde de virada para o Tubarão-SC na Copinha

De virada, o Fluminense foi derrotado pelo Tubarão-SC por 3 a 2, em duelo válido pela segunda rodada do grupo oito da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2018, no Estádio Bento de Abreu, o Abreuzão, em Marília, no interior de São Paulo. Com o revés, o Tricolor das Laranjeiras está na vice-liderança do grupo com três pontos.

O duelo começou com as duas equipes partindo para cima, em busca do gol. Aos dez minutos, Zé Vitor aproveitou levantamento na área, pegou a sobra e quase abriu o placar, mas Heitor ficou com a bola. Dois minutos depois, Evanílson recebeu dentro da área, fez belo giro e chutou, mas a bola foi para fora.

Aos 15, o primeiro gol da partida. Renato deu belo passe em profundidade para Ramon. O atacante cortou o goleiro e bateu rasteiro para o fundo das redes: 1 a 0 para equipe tricolor. Sem abaixar a cabeça com o gol sofrido, o Tubarão seguiu no ataque e foi em busca do empate. Aos 19, Rafael Resende chutou forte e goleiro Heitor espalmou, tirando o perigo. Exercendo forte pressão sobre a equipe carioca, o Tubarão chegou perto do gol de empate mais uma vez, aos 27, quando Israel Jr. Invadiu a área, limpou o lateral Diogo e bateu para o gol. Heitor espalma para escanteio.

Aos 38, o empate. Renato pisou na bola no campo de ataque e foi desarmado. Na sequência, Israel Jr recebeu ótimo lançamento, fez belo domínio nem velocidade e tocou por cima, com categoria, na saída do goleiro Heitor: 1 a 1 no placar do Abreuzão.

SEGUNDO TEMPO DE EXPULSÃO E VIRADA DO TUBARÃO

Melhor na primeira etapa, o Fluminense começou o segundo tempo partindo para cima do time de Santa Catarina. Aos nove, após bate-rebate na área do Tubarão. A bola sobrou para Ramon na entrada da área, ele bateu bonito e quase faz o segundo do Flu na partida. Pouco tempo depois, aos 16, nova chance do Tricolor das Laranjeiras. Wendew fez belo levantamento para Evanílson. O atacante do Flu tentou a matada no peito, mas o goleiro Vinícius Cima chegou no abafa e colocou para escanteio.

Sem ficar todo atrás esperando por contra-ataques, o Tubarão partiu para o ataque e começou a levar perigo a meta tricolor. Aos 17, Arthur cobrou escanteio para o Tubarão, Bruno cabeceou bonito e Heitor, ligado no lance, fez a defesa. Aos 21, Alex deu um tapa nas costas de jogador do Tubarão para tentar impedir contra-ataque e foi expulso pelo árbitro, deixando o Fluminense com um jogador a menos em campo para o restante da partida.

No minuto seguinte, Higor deu um belo chapéu no meio de campo e abriu na esquerda para Luis Henrique, que recebeu e cruzou de primeira. Luciano encheu o pé e afundou as redes, sem chances para o goleiro Heitor: 2 a 1 para o Tubarão. Após a expulsão e o gol da virada, o time carioca sentiu o golpe e demorou para se recuperar na partida.

Aos 36, Wendew recebeu na entrada da área, chamou adversário para dançar e bateu para o gol, mas a bola vai por cima. Três minutos depois, João Victor pedalou para cima de Ramon, caiu na área e o árbitro marcou o pênalti. No minuto seguinte, aos 40, Kelvyn bateu forte no canto superior esquerdo do goleiro Heitor e marcou o teceiro para o Tubarão.

Já nos acréscimos, aos 47, após cobrança de escanteio na área, Geovani escorou de peito na segunda trave e a bola sobrou para Caio, que empurrou para o fundo da rede, marcou o segundo gol do tricolor e deu números finais ao duelo: 3 a 2 para o Tubarão.

Na próxima rodada do grupo oito da Copa SP o Fluminense enfrenta o Marília-SP, na terça-feira (09), às 14h, na sequência, às 16h o Tubarão mede forças com o lanterna Mogi Mirim.