Fluminense perde mais uma e segue ameaçado pela zona de rebaixamento

O Fluminense fez uma partida apática no Beira-Rio e agora travará um duelo decisivo contra o America-MG na última rodada pela permanência na Série A | Mailson Santana (FFC)

O Fluminense foi derrotado pelo Internacional por 2 a 0, na noite deste domingo (25), em Porto Alegre, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor foi dominado pelo adversário gaúcho durante os 90 minutos, atingiu a maior seca de gols de sua história, alcançou sete jogos sem vitória, caiu para a 14ª posição na tabela e segue ameaçado pelo rebaixamento.

Foram poucas emoções no primeiro tempo. Em casa, o Internacional teve a iniciativa desde o apito inicial, mas teve dificuldade para furar a defesa tricolor. O time gaúcho teve 64% de posse de bola, no entanto, esse maior volume de jogo não foi traduzido em chances de gols contra um Fluminense bem postado defensivamente.

Apesar da iniciativa, o Internacional teve apenas três oportunidades. Jonathan Alvez teve a chance de abrir o placar aos 18 minutos, mas não aproveitou a sobra dentro da área e isolou. Iago e Patrick tentaram em chutes cruzados, mas a bola saiu pela linha de fundo. Já o Fluminense teve apenas uma única tentativa, em finalização displicente de letra de Luciano, mas o goleiro Marcelo Lomba defendeu sem perigo.

Diferentemente do primeiro tempo, o Internacional transformou o domínio em chances de gols. Com menos de cinco minutos, os gaúchos já tinham chegado duas vezes com perigo. Logo aos dois, a finalização de Nico López dentro da área parou na defesa de Rodolfo. Já aos quatro, o chute de D’Alessandro saiu pelo canto tirando tinta da trave.

Já o Fluminense, retornou para a etapa final apostando nos contra-ataques, assim como no primeiro tempo. Teve uma chance aos 11 minutos, quando Jadson foi lançado pela direita e ajeitou para Everaldo na entrada da área, mas o atacante isolou. Fora isso, a equipe do técnico Marcelo Oliveira não foi capaz de criar outras oportunidades de perigo ao goleiro Marcelo Lomba e não conseguiu segurar o adversário.

Apesar da chance do Fluminense, o Inter seguiu pressionando até abrir o placar. Rossi, que entrou no lugar de Patrick no intervalo, tentou de bicicleta aos 16 minutos, mas a bola saiu pelo canto. Mas aos 28, Nico López acertou um chute de rara felicidade da entrada da área, sem chances para o goleiro Rodolfo, que não pôde fazer nada.

Em desvantagem no placar, o técnico Marcelo Oliveira colocou Cabezas e Marcos Júnior na equipe, mas o panorama não mudou e a expulsão de Léo deixou o Fluminense com um a menos em campo. Com superioridade numérica, restou ao Internacional definir a partida. Aos 43 minutos, D’Alessandro deu bela assistência para Nico López, que entrou na área e bateu na saída de Rodolfo para ampliar o placar e aumentar o drama tricolor, que não vence e não marca há sete jogos.

O Fluminense cai para 14º, com 42 pontos, e segue próximo da zona da degola. Tem a mesma pontuação do Vasco e um a mais do que a Chape. O drama o Tricolor carioca passa a ser o confronto direto contra o América-MG, o 17º, com 40. Ou seja, precisa de ao menos num empate para se manter na Série A. O jogo é no próximo domingo (02), às 17h, no Rio.

Internacional 2 x 0 Fluminense

Estádio Beira-Rio (Porto Alegre – RS).

Árbitro: Héber Roberto Lopes (SC).

Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC).

Internacional: Marcelo Lomba; Fabiano, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Iago; Rodrigo Dourado, Patrick (Rossi), D’Alessandro (Camilo), Edenilson; Nico López, Jonatan Alvez (William Pottker). Técnico: Odair Hellmann.

Fluminense: Rodolfo, Léo, Paulo Ricardo e Digão, Ayrton Lucas; Richard, Fernando Neto (Marcos Júnior), Jadson; Júnior Dutra, Everaldo (Cabezas), Luciano. Técnico: Marcelo Oliveira.

Gols: Nico López (INT – 28’/2T); Nico López (INT – 43’/2T)

Cartões Amarelos:Fabiano, Rossi, D’Alessandro (Internacional) e Everaldo (Fluminense)

Cartões Vermelhos: Léo (Fluminense)

Público:  27.541 pagantes; 31.395 presentes.

Renda:  R$ 656.330,00