Fora de casa, Cabofriense vence o Madureira por 2 a 0

Com a vitória sobre o Madureira a Cabofriense volta a sonhar com uma vaga nas semifinais da Taça Rio | Léo Borges (ADC)

Brigando nas últimas posições da classificação geral, Madureira e Cabofriense se enfrentaram na tarde desta quarta-feira (07), no Estádio Aniceto Moscoso, na Rua Conselheiro Galvão, em duelo válido pela quarta rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca e melhor para o Tricolor Praiano que venceu por 2 a 0.

Com a vitória, o time de Cabo Frio chegou aos seis pontos e igualou a pontuação dos líderes do Grupo B, Flamengo e Vasco, que jogam ainda nesta noite. Já o Madureira que soma apenas dois pontos, segue na lanterna do Grupo C.

A primeira etapa do confronto começou de forma equilibrada com as duas equipes tendo inúmeras chances de gols. Porém, foi a Cabofriense que saiu na frente, aos 28 minutos, quando após cruzamento de Wellington Júnior, João Carlos brigou com dois zagueiros pelo alto e bola sobrou para o atacante finalizar desajeitado. A bola desviou na marcação e morreu no fundo das redes: 1 a 0 para o Tricolor Praiano.

Apesar de muito tentar e de ter tido algumas chances claras de gol, o Madureira não conseguiu empatar o duelo e a primeira etapa terminou com a vitória parcial da Cabofriense.
O Tricolor Suburbano começou a segunda etapa da partida superior a Cabofriense, contudo foi o Tricolor Praiano que marcou, aos 29 minutos, quando o atacante Watson fez linda jogada pela esquerda, invadiu a área, cortou o marcador e finalizou no cantinho, sem chances para Jonathan: 2 a 0 para o time da Região dos Lagos.

O segundo gol do adversário não abalou o Madureira que seguiu tentando diminuir o placar e até empatar a partida, porém a boa atuação do goleiro George impediu um resultado melhor para o Madura.

Agora, a Cabofriense tem pela frente a Portuguesa no próximo domingo (11), às 19h30 no Estádio Giulite Coutinho, enquanto o Madureira enfrenta o Vasco no sábado (10), às 15h45 em Moça Bonita.

 

Madureira 0x2 Cabofriense

Estádio Aniceto Moscoso (Rio de Janeiro)

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro

Assistentes: Luiz Cláudio Regazone e Wendel de Paiva Gouvêa

Madureira: Jonathan; Henrique (Luiz Henrique), Gustavo Henrique, Edmário e Douglas Lima (Júlio Cesar); Leandro Carvalho, William e Luciano; Derek (Léo Lima), Souza e Igor Catatau. Técnico: Djair.

Cabofriense: George; Wellington Júnior, Lucas Cunha, Victor Silva e Dieguinho (Américo); Levi (Leomir), Kaká Mendes (Gama) e Bruno Tubarão; Watson, João Carlos e Lauro César. Técnico: Antônio Carlos Roy.

Cartões amarelos: Henrique, Júlio Cesar, Gustavo Henrique (Madureira); George, Bruno Tubarão, Lauro Cesar, Wellington Júnior, Levi (Cabofriense)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Henrique – Madureira (contra), (28/1º tempo); Watson – Cabofriense (28/2º tempo)

Renda: R$ 2.870,00

Público: 238 pagantes e 355 presentes