Casimiro abraça Caec na campanha pelo acesso e emociona Gedeil

Gedeil descontraído com o elenco do Caec, no Louzadão | Divulgação/Caec
Gedeil descontraído com o elenco do Caec, no Louzadão | Divulgação/Caec

O Casimiro de Abreu Esporte Clube (Caec) está a apenas um empate de garantir o acesso à Série B2 do Campeonato Carioca, na temporada em que retornou ao futebol profissional após 10 anos de ausência. Neste domingo, a equipe da Terra do Poeta recebe o Tomazinho, de São João de Meriti. Como teve campanha melhor que o cruzmaltino na primeira fase e empatou o jogo de ida em 1 a 1, garante o acesso com qualquer igualdade, uma vez que o regulamento não prevê gol qualificado para os visitantes. A partida acontece às 16h, no Estádio Ubyrajara Reis.

LEIA TAMBÉM: Secretário de Esporte em Casimiro, Gedeil se divide entre o futebol e a política

Destaque da equipe, o volante Gedeil, que exerce também a função de secretário municipal de Esporte e Lazer, demonstra otimismo e revela emoção ao contar que a cidade abraçou o time na reta final da campanha.

— A cidade toda tem comentado sobre o jogo e muitas pessoas prometeram comparecer aos jogos. É uma atmosfera nova, que tem feito bem a Casimiro de Abreu. Temos sido muito fortes em casa, onde estamos invictos. Basta fazermos o que já temos feito ao longo da competição, para conseguir o acesso. Queremos poder oferecer hoje esse retorno para a torcida — afirma o camisa cinco.

Caso o acesso se confirme, o resultado virará uma página na história do futebol de Casimiro de Abreu: a última participação do Caec em competições profissionais ficou marcada pelo rebaixamento da Série B, em 2007. No ano seguinte, o clube pediu licença e só agora retornou ao futebol profissional.

Para retornar à segunda divisão, o caminho é longo. Se passar pelo Tomazinho, o Caec chegará à Série B2, equivalente à terceira, e precisará de pelo menos mais uma boa temporada, concluída com um novo acesso, para alcançar a B1, equivalente à competição disputada há 10 anos.