Luís Mário mostrou para todos sua paixão pelo Grêmio, tricampeão da América | Bárbara Albuquerque

Gremista radicado no Rio vive dia de euforia com o tri da Libertadores

As comemorações pelo tricampeonato do Grêmio na Taça Libertadores da América não estão restritas ao Rio Grande do Sul. Nas ruas do Rio de Janeiro, também é possível encontrar gremistas vibrando o título conquistado na noite desta quarta-feira, depois que o tricolor venceu o Lanús por 2 a 1, em Buenos Aires, na Argentina.

Há 20 anos no Rio, o motorista Luiz Mário Carmanin, gaúcho de Itaqui, cidade que fica na fronteira brasileira com a Argentina, despertou as atenções por onde passava, na manhã desta quinta-feira. Trajado com a camisa do Grêmio e com as bandeiras do time e do Rio Grande do Sul no painel do 517 (Gávea-Glória), fez o percurso com a alegria estampada no rosto. Por causa do trabalho, nem sempre consegue acompanhar todos os jogos, mas dá aquele jeitinho para se manter informado sobre o time de coração. Porém, para a decisão, não quis ir às ruas ou assistir com os amigos: preferiu não dar a oportunidade de ninguém secar e decidiu ver o jogo em casa.

– Assisti eu e Deus porque é melhor sozinho do que mal acompanhado, né? – argumenta o morador do Méier.

Apesar do bom desempenho de Luan, toda a idolatria do condutor vai para o técnico Renato Gaúcho, a quem acompanha desde os tempos de jogador, atleta quando, em 1983, trouxe a Taça Libertadores da América para o Olímpico. Agora, foi o primeiro brasileiro a conquistar a competição como jogador e treinador.

– Sempre foi um excelente cara, um excelente jogador e agora um excelente técnico. Está de parabéns! Arrumou um elenco desde a Copa do Brasil e com certeza dá para ganhar mais títulos com o Grêmio, uma parceria que deu certo – completa.

Apesar da comemoração pelo título mais importante da América mal ter começado, o torcedor já pensa no Mundial de Clubes, que acontece em dezembro, nos Emirados Árabes Unidos. Nem mesmo a presença de Cristiano Ronaldo no elenco do Real Madrid, atual bicampeão europeu, abala a confiança do motorista.

– O Grêmio tem tudo para ganhar. O time deles é só o Cristiano Ronaldo e nós temos vários jogadores individualistas que têm o mesmo futebol ou até mais potencial para trazer esse título e ser bicampeão do mundo – aposta.

O Grêmio enfrenta o Atlético Mineiro no próximo domingo, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Depois se prepara para a semifinal do Mundial, na qual aguarda o vencedor do confronto entre o mexicano Pachuca, campeão das Américas do Norte, Central e Caribe, e o Wydad Casablanca, campeão africano.