Guerrero é titular, mas França vence e garante classificação às oitavas

Mbappé se tornou o mais jovem francês a fazer gol em Copas (Foto: Getty Images)

Guerrero foi titular, mas não o suficiente para parar Pogba, Mbappé, Griezmann e Giroud. A França mostrou, contra os sul-americanos, a inspiração que faltou na estreia e, com gol de Mbappé, derrotou o Peru por 1 a 0 em Ecaterimburgo, nesta quinta (21), carimbando o passaporte para as oitavas no Grupo C da Copa do Mundo. Com seis pontos conquistados, os franceses não podem ser ultrapassados por duas seleções na chave, e jogam apenas pelo primeiro lugar na última rodada. De volta a um Mundial após 36 anos, o Peru já tem passagem de volta para casa marcada para o fim da fase de grupos: com a derrota, é a única seleção matematicamente eliminada no grupo.

França e Peru foi, antes de qualquer coisa, um duelo marcado por técnicos finalmente decididos a escalar seus camisas 9. Deschamps foi convencido pela má atuação diante da Austrália, na estreia, e colocou Giroud em campo, logo de cara. Pelo lado peruano, Guerrero, depois de convencer até mesmo os rivais e a justiça suíça para estar na Copa, só conseguiu que Gareca se curvasse ao óbvio e o pusesse como titular para a segunda partida do time no Mundial. E quem ganhou foi o jogo, ainda que a primeira tentativa tenha vindo de Yoshimar Yotún, aos seis minutos: o ex-jogador do Vasco viu Lloris adiantado e tentou encobri-lo do meio-campo, mas mandou por cima.

Para a França, a ousadia do peruano serviu como despertador. Já acordada, chegou três vezes ao gol adversário antes dos 15. Primeiro com Griezmann dentro da área, sem tanto perigo. Depois Pogba, com um chutaço de longe, e Varane, com cabeçada do bico da pequena área quase abriram o placar. O bombardeio continuou, na sequência, outra vez com Griezmann, aproveitando bola escorada por Giroud e batendo para boa defesa de Gallese.

Mas, sob apoio de uma quantidade de peruanos presente ao estádio que faz duvidar se ficou alguém tomando conta do país, o Peru equilibrou as ações e quase marcou aos 30. Guerrero recebeu passe na área, se antecipou à marcação e só parou em Lloris. Foi o bastante para o centroavante do Flamengo ganhar confiança. Até demais. Aos 34, ele acabou desarmado por Pogba no campo de defesa, armando o contra-ataque francês. Griezmann achou Giroud, que bateu prensado, mas o desvio matou o goleiro Gallese. Mbappé aproveitou a sobra e só empurrou para o gol vazio para se tornar o mais jovem francês a fazer gol em Copas: 1 a 0 França. E a vantagem quase foi ampliada ainda antes do fim da primeira etapa. Os Azuis chegaram envolventes, trocando passes, até Griezmann servir Hernández. O lateral bateu cruzado e Gallese evitou o segundo gol francês.

O Peru começou bem o segundo tempo. O experiente Farfán assumiu o lugar de Yotún e entrou chamando o jogo. Em lance pela esquerda, ele serviu Aquino, que soltou a bomba da intermediária e acertou a trave de Lloris, levantando os 20 mil peruanos da Arena Ecaterimburgo. Precisando do gol para evitar a eliminação, mas sem conseguir penetrar na área francesa, a Blanquirroja voltou a apostar no chute de longa distância com Carrillo, aos 17, mas a bola saiu alta. Aos 28, Cueva resolveu aparecer e achou Carrillo na área. Ele cruzou mal, mas Farfán ainda emendou um voleio sem ângulo, que acertou as redes, mas pelo lado de fora. Estranhamente, Deschamps resolveu, então, sacar seus dois principais jogadores na partida: Mbappé e Griezmann saíram para as entradas de Dembèlè e Fekir. Foi a deixa para o Peru pressionar e conseguir uma falta.

Guerrero ajeitou para a cobrança. Em uma daquelas, contra a Colômbia, o centroavante marcara o gol que colocou sua seleção na repescagem para voltar a um Mundial depois de 36 anos. Mas a batida de perna direita, desta vez, não foi acompanhada da mesma sorte que aquela, em outubro do ano passado. Lloris não colaborou como Ospina e defendeu sem dar rebote. Foi a derradeira chance peruana de evitar a eliminação. Ao apito final, os franceses respiraram aliviados com a vaga garantida nas oitavas de final da Copa.

Já classificada, a França agora briga pela primeira posição deste Grupo C contra a Dinamarca, no próximo dia 26, em Luzhniki. Ao Peru, matematicamente sem chances de classificação, cabe o papel de fiel da balança. No mesmo dia, em Sochi, a equipe dirigida pelo polêmico Ricardo Gareca enfrenta a Austrália, e os Socceroos dependem de vitória sobre os sul-americanos combinada à derrota da Dinamarca para passar às oitavas. Os jogos acontecem às 11 horas.

França 1×0 Peru

Local: Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo – Rùssia)

Árbitro: Mohammed Abdulla Mohammed (EAU)

Auxiliares: Hasan Almahri (EAU) e Janny Sikazwe (ZAM)

França: Lloris, Pavard, Varane, Umtiti e Hernández; Kanté; Mbappé (Dembèlè), Pogba (Nzonzi), Matuidi e Griezmann (Fekir); Giroud. Técnico: Didier Deschamps.

Peru: Gallese, Advíncula, Ramos, Rodríguez (Santamaría) e Trauco; Aquino e Yotún (Farfán); Carrillo, Cueva (Ruidíaz) e Flores; Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Cartões Amarelos: Matuidi, Pogba (FRA); Guerrero, Aquino (PER)

Cartões Vermelhos: Não houve.

Gols: Mbappé – França (34’/1º tempo)

Público: 32.789 pessoas.