O capitão Ananias, ao centro, com os companheiros de elenco do Imperial | Henrique Schmidt/FF7RJ

Imperial rechaça favoritismo em final de surpresas do Carioca de Fut7

O quarto lugar na fase classificatória atribui ao Imperial um ligeiro favoritismo na decisão do Campeonato Carioca de Fut7. O time de Petrópolis enfrentará na decisão o Arraial do Cabo, que avançou na oitava posição, a última entre as que garantiam vaga no mata-mata. Embora tenha eliminado o Vasco, atual campeão brasileiro, na semifinal, o elenco serrano demonstra humildade diante do adversário que, na caminhada, deixou pelo caminho o Flamengo, líder da primeira fase, e o Duque de Caxias, terceiro colocado.

No duelo da primeira fase, Imperial e Arraial do Cabo empataram em 2 a 2, com vitória do time de Petrópolis no shoot-out. O resultado dá ao treinador Rodrigo Britto e exata dimensão da dificuldade que seus comandados vão encontrar ao longo dos dois jogos de decisão.

— Não há favoritismo de quem quer que seja. O Arraial do Cabo vem fazendo uma bela campanha e nós não podemos ter um segundo sequer de desatenção para assegurar esse título — afirma.

O capitão da equipe, Ananias faz coro com o treinador. Para ele, tecnicamente, o elenco do Imperial é inferior ao de 2017, quando o clube foi eliminado nas semifinais dos dois turnos do Campeonato Carioca, em derrotas para o Vasco. Mas ele entende que o grupo de jogadores da atual temporada tem um elemento diferente capaz de aproximá-lo do título:

— Temos um time mais comprometido do que o do ano passado, e isso pode fazer a diferença. Já fez para que chegássemos mais longe agora. Não existe favoritismo nessa disputa, mas  ela deixa uma lição: ensina para os grandes clubes, aqueles que têm camisa, que ela não basta: é preciso se doar e mostrar sempre algo a mais para buscar o título — afirma o zagueiro.

A final do Campeonato Carioca de Fut7 será disputada em dois jogos, na Arena Akxe, na Barra da Tijuca. O primeiro acontece neste sábado, às 10h30. O outro ocorre uma semana depois, no mesmo horário.

DECISÃO AMEAÇADA

Eliminado pelo Arraial do Cabo no shoot-out, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, no último sábado, na Arena Akxe, o Duque de Caxias pede ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) do Fut7 a exclusão do time da Região dos Lagos da competição. O clube apresentou uma denúncia, na qual se queixa do fato de Gabriel Martins ter jogado com a camisa 10 mas, quando foi escalado como gol-linha, passou a utilizar a dois, como se fosse outro atleta. Com base nisto, o Tricolor da Baixada reivindica vaga na final. O caso só irá a julgamento caso o TJD acate a denúncia.