Madureira abre vantagem, mas Pipico faz dois e empata para o Macaé

Após abrir dois gols de vantagem no placar, com os experientes Souza e Júlio César, o Madureira cochilou frente ao Macaé, e com dois gols relâmpagos de Pipico viu o Alvianil Praiano empatar a partida, que terminou com placar de 2 a 2, na tarde desta quarta-feira (17), no Estádio Aniceto Moscoso, em duelo válido pela primeira rodada do grupo C da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca.

Em um primeiro tempo de jogo que até a parada técnica nada de ofensivo foi produzido por ambas as equipes, o duelo seguiu muito estudo, com o Madureira tendo superioridade na posse de bola e o Macaé pronto para o contra-ataque.

Até que aos 35 minutos, surgiu o único lance de perigo da etapa inicial. Luciano Naninho fez ótima jogada individual, se livrou de dois marcadores no meio de campo e chutou forte com muito efeito de fora da área, mas Andrey caiu para fazer ótima defesa e manter o placar inalterado.

Após a entrada do experiente meia Júlio César, o Madureira melhorou na segunda etapa e abriu o placar logo no início. Aos seis, Naninho tabelou com Júlio César, que achou Souza, livre, dentro da pequena área, o camisa nove bateu rasteiro sem chances para Andrey e fez 1 a 0 para o Tricolor Suburbano.

Apresentando um futebol bem melhor do que o da primeira etapa, os donos da casa chegaram mais uma vez aos 12, quando Souza recebeu na entrada da área e deu passe para o Júlio César, o camisa 20 tentou encobrir o goleiro Andrey e a bola passou perto do travessão. Cinco minutos depois, o segundo. Souza buscou o jogo no meio-campo e enfiou a bola para Téssio que tocou de calcanhar para o Luciano Naninho. O camisa 10 cruzou e achou o atacante Júlio César, que em cabeçada firme ampliou o placar: 2 a 0 para o Madureira.

Após conversa rápida com o técnico Josué Teixeira na parada técnica, o Alvianil Praiano voltou melhor para continuidade da segunda etapa. Aos 25, Matheus Babi foi derrubado por Leandro Carvalho dentro da área e a arbitragem assinalou pênalti. Pipico pegou a bola, cobrou com categoria e diminuiu o placar na Rua Conselheiro Galvão.

Três minutos depois, o empate do Macaé. Pipico avançou sozinho quase do meio-campo e tocou com estilo na saída do goleiro Douglas para deixar tudo igual no placar da partida: 2 a 2. Depois de conseguir a igualdade no placar o Alvianil Praiano se fechou todo na defesa, não deu chances para o Madureira, que demonstrava sinais de cansaço, conseguir a vitória e a partida foi encerrada empatada.

Pela segunda rodada da Taça Guanabara, o Madureira vai até a Ilha do Governador para enfrentar a Portuguesa, no sábado (20), às 16h. No mesmo dia e horário o Macaé mede forças contra o Boavista, em Saquarema.

Madureira 2 x 2 Macaé

Estádio Aniceto Moscoso (Rio de Janeiro)

Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro

Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Diogo Carvalho Silva

Madureira: Douglas, Filippe Formiga (Henrique), Danrlei, Edmário e Douglas Lima (Renan); Rezende, Leandro Carvalho, Téssio e William (Júlio César); Luciano Naninho (Keven) e Souza (Igor Catatau). Técnico: PC Gusmão.

Macaé: Andrey, Marcelo, Admilton, Luis Felipe (Neto) e Matheus; Charles (Lucas Gabriel), Igor João, Maranhão (Dônavan) e Lepu (Círio); Alex (Matheus Babi) e Pipico. Técnico: Josué Amaral Teixeira.

Gols: Souza – Madureira (06/ 2º tempo), Júlio César –Madureira (17/ 2º tempo), Pipico – Macaé (25 e 28/ 2º tempo)

Cartões amarelos: Leandro Carvalho (Madureira), Maranhão (Macaé)

Cartões vermelhos: Não Houve

Público: 513 (pagantes) e 609 (presentes)

Renda: R$ 6.290,00