Maikon Aquino decide, Americano bate America e entra no G2

Neste sábado (16), foi disputado um dos principais duelos do futebol carioca: o Clássico Tio Sam. America e Americano entraram em campo, pela sexta rodada do Campeonato Carioca Série B1, em busca de uma vaga no G2 do grupo A, da Taça Santos Dumont. Melhor para o Cano. O Alvinegro do Parque Tamandaré venceu por 3 a 1, em Mesquita. Bruno e Maikon Aquino, duas vezes, fizeram para a equipe visitante, Felipe Pará descontou para os donos da casa.

Com o resultado, o Americano chega a 13 pontos e assume a segunda colocação do grupo. Enquanto o America cai para o terceiro posto com 11. Na próxima rodada, o Alvinegro encara o Barcelona, na quarta (20), no estádio Ângelo de Carvalho. Já equipe Rubra visita o líder Barra da Tijuca, no Aniceto Moscoso.

Americano começa melhor, mas primeira etapa termina igual no marcador

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio. Porém, o Americano, apesar de estar jogando fora de casa, iniciou melhor os primeiros minutos adiantando a marcação, e criando dificuldades na saída de bola Rubra. Apesar da leve superioridade do Cano, o jogo seguiu sem grandes sustos para os goleiros.

Na volta da parada técnica, a equipe visitante seguiu com maior posse de bola e teve o seu volume de posse premiado. Aos 37, em jogada de velocidade pela direita, Claudio Maradona chutou cruzado, a defesa americana afastou em cima da linha, mas não o suficiente para impedir que Bruno Vianna empurrasse para o fundo das redes: 1 a 0. A resposta foi imediata. Aos 43, Felipe Pará foi lançado em velocidade e, com categoria, chutou na saída do goleiro Luiz Henrique para deixar tudo igual.

Americano volta pressionando, e Maikon Aquino decide

A segunda etapa iniciou como a primeira. Americano pressionando e o America buscando sair em contra-ataque. Mas quem contragolpeou foi o Cano. Aos 4, Claudio Maradona saiu em velocidade pela direita e, numa tentativa de impedir o gol Alvinegro, o zagueiro Carlos Alberto derrubou o atacante adversário. Em vão. Além de ter recebido o cartão amarelo, o defensor do America viu o Cano voltar a frente do marcador. Na cobrança da falta, a bola foi alçada na área e Maikon Aquino testou no cantinho, sem chances para o goleiro Rafael: 2 a 1.

Após sofrer o segundo gol, o técnico Luisinho Lemos colocou em campo William Chrispim e Renatinho, na tentativa de empatar o confronto. Nada funcionou. O Americano, por sua vez, mudou o esquema de jogo com a entrada do zagueiro Ramon e pouco correu riscos. Na reta final veio o golpe final Alvinegro. Aos 33, após erro na saída de bola do America, Valdir tomou e serviu Maikon Aqui, livre, que só teve o trabalho de colocar na saída do goleiro, e definir o placar, 3 a 1. Com o gol, Aquino chegou ao sexto na competição, se tornando o artilheiro isolado do Certame.

America 1 x 3 Americano

Estádio Giulite Coutinho (Mesquita – RJ)

Árbitro: Daniel Victor Costa Silva

Assistentes: Wagner de Almeida Santos e Anderson Soares Zanetti de Moura

America: Rafael; Wesley, Bruno Santos, Carlos Alberto e Quaresma; Anderson Künzel, Araruama, Felipe Pará (Tiago Corrêa) e Moisés (Renato); Raphael Carioca e Daniel (William Chrispim). Técnico: Luisinho Lemos.

Americano: Luis Henrique; Sanderson, Admilton, Kadu e Rafinha; Vandinho, Marquinhos, Bruno Vianna (Ramon) e George (Valdir); Maikon Aquino e Cláudio Maradona (Luan). Técnico: Josué Teixeira.

Cartões amarelos: Carlos Alberto e William Chrispim (America); Admilton (Americano)

Gols: Bruno Vianna – Americano (37’/1º tempo), Felipe Pará – America (43’/2º tempo), Maikon Aquino – Americano (05’/2º tempo) e Maikon Aquino – Americano (33’/2º tempo)

Público: 224 pagantes e 374 presentes

Renda: R$ 3.220,00