Na despedida de Paquetá, Fla sofre virada e é derrotado pelo Atlético-PR

Lucas Paquetá fez sua última partida com a camisa do Flamengo diante do Atlético-PR | Staff Images

Despedida com derrota. O Flamengo recebeu o Atlético Paranaense, na noite deste sábado (01), no Maracanã, em partida válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro, e foi derrotado por 2 a 1, de virada. O resultado não mudou a posição rubro-negra na tabela. O Flamengo terminará como vice-campeão, com 72 pontos, independente dos resultados de domingo.

COM ESTÁDIO LOTADO, FLA SAI NA FRENTE

Os rubro-negros lotaram o Maracanã para se despedirem do Flamengo em 2018. A partida também marcou a despedida de Lucas Paquetá, vendido ao Milan. Porém, o Atlético Paranaense não tinha nada a ver com a festa. Aos cinco minutos, Márcio Azevedo já mostrou o cartão de visitas obrigando César a fazer boa defesa.

Mas quem saiu na frente foi o Fla. Aos 22 minutos, Diego cobrou escanteio na área e Rhodolfo, de cabeça, testou firme para o gol, abrindo o placar. A festa parecia completa e a torcida do Flamengo dava show nas arquibancadas do Maracanã.

Aos 42, o lance que poderia ter mudado o jogo: Lucas Paquetá cruzou, Diego deixou passar e Éverton Ribeiro que finalizou com classe, mas o goleiro Felipe Alves espalmou.

FURACÃO VIRA NA SEGUNDA ETAPA

O Atlético Paranaense voltou com tudo e mostrou o motivo de estar na final da Sul-americana. Aos 19, Uribe saiu jogando mal, Lucho Gonzáles tocou para Matheus Rossetto, que dominou e finalizou, empatando o jogo.

Seis minutos depois, Márcio Azevedo passou por Berrío e tocou pra Lucho, o argentino lançou para Rony que virou o placar para o Furacão.

Após a virada, o Atlético soube controlar o jogo e esperar o apito final. Exceto a confusão que gerou expulsões para ambos os lados, nada mais aconteceu.

Flamengo 1×2 Atlético Paranaense

Estádio do Maracanã (Rio de Janeiro – RJ)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP/FIFA)

Flamengo: César; Pará (Rodinei), Léo Duarte, Rhodolfo, Renê; Piris da Motta (Vitinho), Willian Arão, Éverton Ribeiro (Berrío), Diego, Lucas Paquetá; Uribe. Técnico: Dorival Júnior.

Atlético-PR: Felipe Alves; Diego Ferreira (Lucho Gonzáles), Zé Ivaldo, Wanderson, Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Bruno Guimarães), Matheus Rossetto; Marcinho, Marcelo Cirino (Pablo) e Rony. Técnico: Tiago Nunes.

Cartões amarelos: Pará, Piris da Motta e Lucas Paquetá (Flamengo) e Wellington (Atlético Paranaense).

Cartões vermelhos: Willian Arão(Flamengo) e Rony (Atlético Paranaense)

Gols: Rhodolfo (Flamengo); Matheus Rossetto e Rony (Atlético Paranaense).

Público: 62.994 pagantes

Renda: R$ 697.255,00