Robinho comemora gol ao lado do companheiro Hugo Borges | Carlos Gregório Júnior/CRVG

Nos pênaltis, Vasco vence Água Santa e enfrentará o Palmeiras na Copa SP

Formulada também para atender aos filiados da Federação Paulista de Futebol (FPF), que são maioria na disputa, a Copa São Paulo de Futebol Júnior reserva surpresas hostis para os convidados. Uma delas aconteceu neste domingo: o Vasco precisou superar também a pressão de visitante, ao jogar no Estádio Distrital de Inamar, em Diadema, para vencer o dono da casa, o Água Santa, por 3 a 1, na cobrança de penalidades. A vitória assegurou a classificação cruzmaltina para as oitavas de final da competição, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar.

LEIA TAMBÉM: Flamengo supera Coritiba, mesmo com elenco ‘desmontado’ e avança para as oitavas da Copa SP

Com a vitória, o Vasco terá um clássico nas oitavas de final da competição: enfrentará o Palmeiras. O confronto ainda não tem data, local e horário definidos. O Verdão superou o Taubaté-SP por 7 a 0, na manhã deste domingo. A exemplo de Vasco e Água Santa, os dois times já tinham se enfrentado na primeira fase. Na ocasião, a vitória foi magra, pelo placar mínimo, para o time da capital paulista.

O jogo foi mais duro que o da primeira fase, quando os dois times caíram no mesmo grupo e os cariocas levaram a melhor por 1 a 0. O time da casa começou o jogo retraído e deixava o Vasco tomar a iniciativa. Aos 13 minutos, Robinho recebeu boa assistência de Hugo Borges e, de frente para Júlio César, bate e o goleiro defende.

Em nova tentativa aos 20 minutos, Robinho bate cruzado e a bola explode na trave do Água Santa. Três minutos depois, Júlio César mostra que está em uma tarde inspirada e busca no canto esquerdo a bola, após um chute caprichoso de Hugo Borges. Robinho foi premiado aos 30, após completar, de primeira, com um chute cruzado, um cruzamento de Dudu para o fundo do gol e colocar o Vasco em vantagem

A pressão do time de São Januário prosseguiu na segunda etapa e consagrou Júlio César como dono da melhor atuação individual. O goleiro do Água Santa poupou os anfitriões do segundo gol aos nove minutos, quando defendeu chute perigoso do Morrony, da entrada da área. Mas, aos 28 minutos, as preces do Água Santa foram atendidas: David Costa subiu livre para completar, de cabeça, falta cobrada por Tavison, para deixar tudo igual: 1 a 1.

Confiante, o time de Diadema se lançou ao ataque e esteve perto da virada aos 34, após jogada bem trabalhada por João Vitor e Lucas Gadelha, mas Alexander mostrou estar atento e saiu bem do gol. Aos 41, o goleiro falhou em ataque do Água Santa e a bola sobrou nos pés de João Vitor, que aproveitou que ele estava fora do gol para tentar encobri-lo, sem êxito na tarefa.

Nas cobranças de penalidades, Alexander fez duas defesas, em chutes de Alexandre e Danilo Costa. Robinho, Linnick e Rodrigo marcaram para o Vasco, enquanto João Elias descontou para o time de Diadema, que está eliminado.