Elenco do Pérolas Negras recebe a taça da Série C em Campos | Agência Ferj

Pérolas Negras empata com o Campos e conquista o título da Série C

Com a vantagem de três gols aberta no jogo de ida, o Pérolas Negras não precisaria se esforçar neste domingo. E foi exatamente o que aconteceu: em um jogo morno, o time de Paty do Alferes ficou no 0 a 0 com o Campos, no Estádio Antônio Ferreira de Medeiros, em Cardoso Moreira, e garantiu o título do Campeonato Carioca da Série C, equivalente à quarta divisão do futebol profissional estado. Os dois times garantiram acesso à Série B2 de 2018, ao lado de 7 de Abril e Casimiro de Abreu. Da competição a que chega o quarteto, foram rebaixados esse ano Ceres e Duquecaxiense.

O resultado desde domingo coroa um bom ano de estreia do Pérolas Negras: o clube foi campeão também na categoria sub-20, o que demonstra que, em breve, o time principal terá mais atletas de qualidade formados com a política de integração social entre brasileiros e haitianos, principal característica do projeto. Para o Campos, o resultado encerra uma temporada inusitada: depois alcançar a Série A pela primeira vez, o roxinho desfez a parceria que mantinha havia três anos com o Carapebus e se refiliou à Ferj, por conta própria, o que o forçou a recomeçar na última divisão.

A ascensão à Série B2, além de oferecer mais projeção aos clubes, permite também alívio financeiro: desde o início do ano, a competição tem seus custos de borderô bancados pela Ferj, o que permite às diretorias concentrar seus esforços financeiros na formação, na manutenção e no custeio das equipes.

A quarta divisão voltou ao calendário do Rio nesta temporada e não era disputada desde 2000. A competição já havia sido vencida por Cardoso Moreira, Tio Sam (Niterói), Vera Cruz (Angra dos Reis), Cosmos, Anchieta e Casimiro de Abreu.